Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

De coveiro a agricultor: confira algumas das profissões de candidatos às eleições municipais da Bahia

De coveiro a agricultor: confira algumas das profissões de candidatos às eleições municipais da Bahia

Entre os candidatos às eleições municipais na Bahia que especificaram as profissões junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quase 10% são agricultores, o que corresponde a 3.856 pedidos de registro.

De acordo com a legislação, pode se candidatar a cargo político eletivo qualquer brasileiro nato ou naturalizado, que esteja em pleno exercício dos direitos políticos, alistado na Justiça Eleitoral, que tenha domicílio no país e esteja filiado a um partido.

Para os cargos municipais, além de saber ler e escrever, o candidato precisa cumprir os requisitos de idade mínima verificada no dia da posse: dezoito anos para vereador; e vinte e um anos para prefeito e vice-prefeito.

Diversidade
Artista de circo, tapeceiro, gravador de pedras, coveiro e até detetive particular. Todos eles tentam um cargo político nas eleições municipais de novembro, de acordo com dados coletados pelo BNews, nesta sexta-feira (9), no sistema do TSE.

São quatro candidatura de coveiros, todas para o cargo de vereador, em Valença, Nova Soure, Serrinha e Caculé. Os artista de circo são três e também disputam uma vaga no legislativo municipal de Taperoá, Feira de Santana e Santa Cruz da Vitória.

E a lista não para por aí. Na Bahia, protéticos, astrônomos, serralheiro e frentistas apresentaram registro de candidatura para cargos municipais. Além deles, 224 policiais militares e 69 civis se candidataram e podem, caso a Justiça Eleitoral aceite os pedidos, terem os nomes nas urnas eletrônica.

Por outro lado, entre as profissões mais comuns registrada perante o TSE, além de agricultor, estão servidores públicos municipais, comerciante, vereador (que se candidataram ou à reeleição ou a cargos do executivo), empresários, donas de casa, professores de ensino fundamental, aposentados (exceto servidor público), trabalhador rural e estudante.

Informações – BNews

OUTRAS NOTÍCIAS