Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Dayane Pimentel do PSL diz ter sido ameaçada por Eduardo Bolsonaro; Deputada presta queixa após ataque nas redes socais

Dayane Pimentel do PSL diz ter sido ameaçada por Eduardo Bolsonaro; Deputada presta queixa após ataque nas redes socais

A deputada federal Professora Dayane Pimentel (PSL-BA) disse, nesta segunda-feira (13), que foi ameaçada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Nas redes sociais, o político postou uma foto de Dayane ao lado do presidente Jair Bolsonaro com a palavra “traidora”.

Na imagem, há o desenho de uma mira de arma apontada na cabeça da parlamentar enquanto a legenda a acusa de traição. “É isso aqui que os falsos conservadores, “cristãos e patriotas” de bem defendem?”, questionou a deputada.

Deputado postou foto com desenho de mira na cabeça da parlamentar
Deputado postou foto com desenho de mira na cabeça da parlamentar | Foto: Reprodução

“Na falta de ter do que me acusar (pois não tenho funcionários fantasmas nem sou adepta da corrupção e das milícias), o que sobra é esbravejar o ódio em cima de mim”, completou.

O filho do presidente criticou a parlamentar após ela comparecer nas manifestações contra o governo de Jair Bolsonaro no último domingo (12). Dayane apoiou o presidente enquanto ele se candidatava ao cargo, mas deixou a base aliada um ano depois.

Além da foto com a mira, Eduardo Bolsonaro postou outras fotos da professora com o presidente e compartilhou uma notícia sobre ela e o marido no ato na Avenida Paulista.

A deputada federal Dayane Pimentel (PSL) prestou queixa contra Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), após alegar ter sido ameaçada pelo colega de partido com uma pastagem nas redes sociais, na qual ela aparece com um alvo no rosto e, abaixo as palavras “traidora nível hard”.

Além do registro do boletim de ocorrência, Dayane também pretende fazer representação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados e no Ministério Público Federal contra o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Quero dizer aos extremistas (bolsopetistas), que se alegraram com a ameaça que eu recebi, que sigo firme nesta luta contra o mal que eles espalham”, escreveu a parlamentar em sua conta no Twitter.

Em apoio à colega de bancada, Lídice da Mata se manifestou. “Minha solidariedade à colega deputada Dayane Pimentel, que está sendo vítima de uma campanha de ódio na web, comandada por milicianos”, publicou.

Informações; O São Gonçalo / Bahia Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS