Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Cristian Bell faz desabafo após perder conta no Instagram com mais de 2 milhões de seguidores definitivamente; Entenda

Cristian Bell faz desabafo após perder conta no Instagram com mais de 2 milhões de seguidores definitivamente; Entenda

O ano não começou com uma boa notícia para Cristian Bell. Depois de ter as duas contas no Instagram desativadas no final do mês passado, o humorista recebeu a notícia de um dos perfis, que contava com mais de 2 milhões de seguidores, foi retirado do ar definitivamente.

Em seu perfil reserva, ele não escondeu a tristeza e a revolta em perder a conta. Através dos stories, o humorista fez uma série de publicações desabafando contra as medidas da rede social, que tem retirado do ar diversos perfis de famosos brasileiros, inclusive de outros comediantes baianos.

cristian

“Fico triste porque tinha esperança em voltar todas as minhas contas. Até porque eu ganhei na Justiça. Eles não informaram o motivo dessa conta cair. Muita gente falava que eu vendo as contas.. Gente, é difícil levantar uma conta dessa, nunca iria vender! Eu ganho bem mais com uma conta dessa ativada”.

cristian

Em seguida, Cristian mostrou aos seguidores que conseguiu retomar o mesmo nome da conta que foi desativada e que iria começar novamente do zero. O usuário foi registrado dessa vez por um fã do humorista, que lhe devolveu o perfil e que já conta com quase 170 mil seguidores.

cristian

Apesar do motivo da desativação não ter sido exposto, no último final de semana, o baiano se envolveu em uma polêmica. Diversos internautas lhe criticaram por debochar da agressão sofrida por Pamella Holanda, ex-mulher do DJ Ivis. Isso porque durante o Natal da Vila, de Carlinhos Maia, o humorista filmou a influenciadora dançando a música do ex-marido em tom de brincadeira.

Em julho, Cristian conseguiu reaver na Justiça a conta na rede social, que tinha sido derrubada no mês anteriorr. “Nunca foi apresentada uma justificativa plausível para o ato, tampouco foram adotadas medidas para promover a reativação, razão pela qual a intervenção do Poder Judiciário foi necessária”, alegou ele na época.

Informações; BNews

OUTRAS NOTÍCIAS