Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Criança de 4 anos liga para polícia e diz que tem brinquedos para eles

Criança de 4 anos liga para polícia e diz que tem brinquedos para eles

Uma criança de quatro anos fez uma ligação de emergência para a polícia na cidade de Invercargill, na Nova Zelândia, e disse que tinha brinquedos para eles.

A polícia atendeu ao chamado, e o agente Kurt confirmou presencialmente que os brinquedos do menino eram muito legais.

Invercargill é a cidade cidade mais ao sul da Nova Zelândia, tem menos de 50 mil habitantes e fica a cerca de mil quilômetros da capital Wellington (veja no mapa abaixo).

O áudio da ligação e a foto do menino, que não teve o nome revelado, foram compartilhados pela polícia nas redes sociais.

Na imagem, ele está sentando no capô de uma viatura e sorrindo ao lado do agente Kurt (veja acima). A polícia disse que “o garoto sortudo também viu a viatura e o policial acendeu as luzes para ele”.

A corporação alertou que não incentiva que crianças liguem para o seu número de emergência, mas disse que o chamado inusitado era “fofo demais para não ser compartilhado”.

A ligação

A ligação começa com: “Aqui é a polícia, onde está a emergência?”. Há um breve silêncio, e o menino diz hesitante: “Oi. Policial?”

“Sim”, diz a atendente, mudando o tom de voz para um mais amigável e monótono: “O que está acontecendo?”

“Hum, posso te dizer uma coisa?”, pergunta o menino, que prossegue após ouvir que pode: “Tenho alguns brinquedos para você”.

“Você tem alguns brinquedos para mim?”, pergunta o interlocutor. “Sim. Venha vê-los”, responde o menino.

Um adulto então pega o telefone e diz que a ligação foi um erro, contando que o menino ajudou enquanto sua mãe estava doente.

Atendendo ao ‘chamado’

Mesmo assim, a polícia envia uma viatura para a casa da criança: “Tem um menino de quatro anos aí querendo mostrar seus brinquedos para a polícia, câmbio”.

O agente identificado apenas como Kurt foi até a casa do menino. “Ele tinha brinquedos legais”, afirmou Kurt após atender ao chamado.

A polícia disse que Kurt também teve um “bom bate-papo educacional” com a criança sobre o uso adequado do número de emergência da polícia — que na Nova Zelândia é o 111.

Informações; G1

OUTRAS NOTÍCIAS