Conheça os 6 talentos da música nacional de Feira de Santana que fazem sucesso no Brasil

Foto

Caso um produtor de eventos musicais de envergadura nacional considerasse a possibilidade de realizar um festival apenas com artistas feirenses não iria passar vergonha. Ao contrário, teria grandes chances de ser um completo sucesso.

Neste 2023, Feira de Santana testemunha, sem dar muito por isso, uma espécie de época de ouro na notoriedade de seus artistas da música, tendo muitos deles se alçado nacionalmente com significativo reconhecimento.

Russo Passapusso, vocalista do Baiana System | Foto: g1

Russo Passapusso, o vocalista da banda BaianaSystem, é feirense, liderando uma das iniciativas musicais mais reconhecidas e aclamadas pela crítica nos últimos anos, chegando a receber o Grammy Latino de melhor álbum de rock ou música alternativa em língua portuguesa, com o disco “O futuro não demora”, em 2019.

No Carnaval de Salvador, a apresentação da banda em seu “Navio Pirata” é um sucesso de público, com performances coletivas realizadas espontaneamente pelos fãs da banda — que evita, sabe-se lá por que razão, realizar uma apresentação em Feira.

Três mulheres pretas são presença ilustre nessa geração de notáveis artistas feirenses: Rachel Reis, Maryzélia e Duquesa.

Rachel Reis | Foto: Edgar Azevedo

Rachel ganhou o prêmio revelação da Associação Paulista de Críticos de Artes, e acaba de emplacar sua música “Maresia” (mais de 16 milhões de ouvintes no Spotify) na novela “Fuzuê”, da Rede Globo e a inédita “Caju”, na série “Cangaço Novo”, da Prime Vídeo.

Seu álbum de estreia, “Meu Esquema” acaba de ser indicado ao Grammy Latino 2023. Os shows da feirense em várias partes do Brasil lotam de fãs que cantam entusiasmados suas composições suingadas.

Maryzélia | Foto: Divulgação

Maryzélia é o samba de Feira de Santana representado nacionalmente. Morando no Rio de Janeiro, tornou-se conhecida em tradicionais rodas-de-samba cariocas, dividindo palco com figuras como Maria Rita, Xande de Pilares, Nelson Rufino e Pretinho da Serrinha. Este último, um dos principais produtores de samba do país, já citou Mary como uma referência da nova geração de sambistas brasileiras.

Duqueza | Foto: Reprodução/Instagram

Já a rapper feirense Duquesa é uma das artistas que compõem o catálogo da produtora Boogie Naipe, junto com o grupo Racionais e Mano Brown, com quem já fez duetos.

Foi indicada na categoria “Prestatenção” do Prêmio MTV Miaw em 2021 e é popularíssima nas plataformas digitais — seu último álbum, “Taurus”, conta com milhões de ouvintes, tendo duas músicas incluídas na lista “Viral Songs Brazil” do Spotify em 2023.

Jovem Dex | Foto: Reprodução/Instagram

No trap, o feirense Jovem Dex é uma referência nacional indiscutível. Os números falam por si: além de ter 1,3 milhão de seguidores no Instagram, um de seus clipes de maior sucesso, da música “NAV”, conta com mais de 100 milhões de visualizações no Youtube e 52 milhões de ouvintes no Spotify. Não é raro aparecer em festivais e shows ao lado de grandes referências do gênero, em várias partes do Brasil.

Thiago Aquino
Foto: Divulgação

Por fim, lembremos de uma das referências bem-sucedidas do arrocha nos últimos anos, Thiago Aquino, que tem feito duetos com artistas de grande sucesso nacional, como Paula Fernandes, João Gomes, Ivete Sangalo, Mari Fernandez, Léo Santana entre outros e outras.

A canção “Erro que dá certo” já ultrapassou os 20 milhões de ouvintes no Spotify, sendo um dos hits mais cantados do arrocha nos últimos anos.

Cada um(a) desses(as) artistas construiu sua história de maneira própria, em gêneros musicais muito distintos, mas todos tiveram contato, em alguma medida, com o caldo cultural da cidade-entroncamento incrustada entre o Recôncavo e o Sertão. Que Feira de Santana, a Bahia e o Brasil saiba notar, reconhecer e valorizar esses grandes talentos.

Autor: Danillo Ferreira, feirense e ativista cultural.

OUTRAS NOTÍCIAS