Confira os conselhos de vó que são aprovados por médicos

gettyimages-1312462899-612x612-1

Basta fazer uma queixa de saúde para sua mãe e/ou sua avó indicar algum remédio caseiro? Quase nunca essas soluções têm comprovação científica, como é o caso dos remédios alopáticos, mas não é por isso que devem ser desprezadas. Algumas possuem muita sabedoria e experiência acumulada e, de fato, funcionam.

Veja 6 conselhos de saúde da sua avó que devem ser seguidos:

1. Canja de galinha para imunidade

A canja de galinha – considerada um alimento capaz de melhorar a imunidade e curar gripes e resfriados – possui inúmeras propriedades nutricionais. Segundo Tatiana Bononi, nutricionista do Hospital São Camilo, de São Paulo, a receita pode atuar como um “fortificante” para o organismo.

“Além de ser uma refeição saudável e leve, ideal quando o corpo precisa se recuperar de uma doença ou infecção, o frango, ao ser cozido, libera uma substância que auxilia na expectoração dos líquidos pulmonares”, explica a especialista.

A canja é rica em proteínas, vitaminas, sais minerais e carboidratos.

2. Chá de casca de cebola contra gripes

Da mesma forma, o chá de casca de cebola, uma receita antiga para melhorar a imunidade e ajudar a combater gripes e resfriados, tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. “Ao fazer um chá com esta parte da cebola, usufruímos de propriedades analgésicas, vasodilatadoras e antivirais, já que a casca tem maior concentração de vitaminas e minerais”, destaca a nutricionista.

3. Chá de boldo para melhorar a digestão

Outra dica que é unanimidade entre especialistas a respeito dos benefícios proporcionados é o chá de boldo. A planta, de sabor amargo, é eficaz no tratamento de problemas digestivos.

De acordo com o gastro-proctologista Henrique Perobelli, além de ter função diurética, o boldo reduz a acidez gástrica e é bastante recomendado para pacientes com esteatose hepática, condição de quem tem acúmulo de gordura no fígado.

4. Batata crua para resolver azia

Perobelli também esclarece que o costume de ingerir batata crua, recomendação comum entre os mais idosos para aliviar má digestão, pode ser tranquilamente seguido por pessoas que sentem azia ou cólicas estomacais.

“A batata, assim como a maçã, banana ou melão, são alimentos ótimos para diminuir dores e desconfortos no estômago, pois contam com propriedades que ajudam a reduzir o PH gástrico”, explica.

O tubérculo ainda é conhecido por muitas pessoas como um recurso para aliviar as dores da enxaqueca. O neurologista Paulo Nakano frisa que a batata crua e gelada possui características que ajudam a reduzir os sintomas e pode ser utilizada sem contraindicações.

5. Passar o anel no olho para curar terçol

Muitas pessoas seguem a dica da vovó de encostar um anel nas pálpebras para curar o terçol. A médica revela que o hábito dos nossos antepassados pode funcionar. É importante, no entanto, higienizar o objeto antes de utilizá-lo para esse fim.

 

“Um dos tratamentos para o terçol é justamente fazer compressas mornas sobre o olho. Então, se alguém tira um anel do dedo e encosta ali, o metal aquecido pode ajudar a reduzir os sintomas”, explica a médica.

6. Açúcar para cicatrizar feridas

O mesmo ocorre no caso do uso do açúcar para cicatrizar feridas. A dermatologista Ana Célia Xavier, do Hospital São Camilo, de São Paulo, explica que, embora atualmente existam outros recursos para cuidar de um machucado, a receita produz sim algum efeito positivo.

“Ao colocar uma boa quantidade de açúcar, preferencialmente do tipo cristal, em cima de um corte, os grãos absorvem a umidade do local, reduzindo os riscos de proliferação de bactérias”, finaliza.

 

Fonte: metropoles.com

 

OUTRAS NOTÍCIAS