Comissão avalia qualidade das armas Glock adquiridas para as 4 forças

Comissão avalia qualidade das armas Glock adquiridas para as 4 forças

Cem disparos sequenciais realizados em 10 armas, cada, escolhidas aleatoriamente, de um dos lotes de aquisição das 10 mil pistolas Glock, modelo 22, Geração 5, deram início aos testes dos equipamentos adquiridos pela Secretaria da Segurança Pública, para as polícias Militar, Civil, Técnica e ao Corpo de Bombeiros. Com o investimento de 20,8 milhões de reais, a Bahia lidera a compra deste tipo de armamento com recursos próprios, no país.

A comissão que acompanha a compra das armas está em Deutsch Wagram, cidade vizinha a Viena, na Áustria, e verifica os diversos testes dos equipamentos. Entre os realizados está o de queda, quando a arma cai de uma altura de dois metros. O objetivo é garantir que não haja disparo em casos de acidentes.

O secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, lidera a comitiva, segunda enviada ao país para a avaliação dos lotes. Também completam a equipe o diretor da Coordenação de Operações Especiais da Polícia Civil, delegado Hélio Jorge Paixão, o cabo Danilo Barreto, do Setor de Equipamentos Estratégicos do Corpo de Bombeiros Militar, e o diretor do Instituto Médico Legal, o perito médico-legal Mário Câmara.

A equipe também acompanhou o teste de precisão das armas selecionadas. Todas atenderam às exigências internacionais. “Essa é uma das maiores aquisições de armas em termos de investimento. Só a Bahia, no país, conseguiu comprar essa quantidade de pistolas Glock com recursos próprios. E o melhor, atendendo as necessidades dos nossos policiais”, afirmou o titular da SSP.

A comissão permanece na Áustria ao longo da semana, acompanhando as demais avaliações dos equipamentos.

OUTRAS NOTÍCIAS