Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Com fome em alta, governo Bolsonaro lança programa para incentivar doação de alimentos

Com fome em alta, governo Bolsonaro lança programa para incentivar doação de alimentos

Com o avanço da fome no Brasil, retornando a patamares de anos atrás, o governo Bolsonaro lança nesta quinta-feira (11) o novo programa “Brasil Fraterno – Comida no Prato”. O evento de lançamento acontece às 11h, no Palácio do Planalto, em Brasília, no Distrito Federal.

O ministro da Cidadania, João Roma, vai apresentar o programa que visa facilitar a doação de alimentos.

A ideia é modernizar o acesso de instituições habilitadas a receber as doações das empresas interessadas, que vão ter como contrapartida a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS).

Após a apresentação, o ministro irá responder aos questionamentos da imprensa.

DADOS

Dados divulgados em setembro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a fome no Brasil chegou a 10,3 milhões de pessoas, sendo 7,7 milhões de moradores na área urbana e 2,6 milhões na rural.

De acordo com a primeira parte da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), a insegurança alimentar grave, condição na qual as pessoas relatam passar fome, atingiu 4,6% dos domicílios brasileiros, o equivalente a 3,1 milhões de lares. A fome aumentou 43,7% em cinco anos.

No entanto, o índice foi feito com base em informações colhidas entre junho de 2017 e julho de 2018 em quase 58 mil domicílios de todas as regiões do país.

A pesquisa mostra que a insegurança alimentar grave havia recuado de 8,2% da população em 2004 para 5,8% em 2009. Em 2013, a proporção havia cedido para 3,6%.

A melhora registrada ao longo de uma década tirou o Brasil do Mapa Mundial da Fome em 2014, segundo relatório global divulgado à época pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Informações; Agência Brasil 

OUTRAS NOTÍCIAS