Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Com crise neurológica, Idoso que aparece em vídeo numa ambulância, na UPA Mangabeira, foi avaliado e conduzido a unidade especializada

Com crise neurológica, Idoso que aparece em vídeo numa ambulância, na UPA Mangabeira, foi avaliado e conduzido a unidade especializada

Não houve negligência no atendimento a um paciente idoso,  82 anos, filmado por uma familiar, em uma ambulância do SAMU, na garagem da Unidade de Pronto Atendimento do bairro Mangabeira. O esclarecimento está sendo prestado pela Secretaria de Saúde do Município.

O vídeo sobre este fato, ocorrido na sexta-feira, 11, foi postado pela mulher, nas redes sociais, com informações equivocadas sobre o que realmente aconteceu, informa a Secretaria.

Na verdade, o paciente foi socorrido pelo SAMU, conduzido até a UPA, porem ao ser examinado por uma equipe médica,   observou-se a necessidade de assistência especializada.

“O paciente teve ficha de contra-referência preenchida, necessária para que a ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência pudesse encaminhá-lo a uma unidade de porte superior, com o serviço especializado necessário. Não houve, em absoluto, rejeição do paciente”, registrou a equipe da UPA.

A secretária Denise Mascarenhas, que apurou o fato, diz que, ao contrário do que divulgou a mulher  que acompanhava o idoso,  a equipe foi ágil ao atendê-lo no momento em que a ambulância chegou. Devido ao estado de saúde do paciente, foi constatado que ele não se enquadrava no perfil da prestação  de serviço  da unidade.

Segundo ela, o caso dele, uma crise  neurológica, exigiria assistência especializada que a UPA da Mangabeira  não possui. O idoso  foi transferido para uma unidade com o porte adequado para suas necessidades.

O SAMU informa que quando o familiar do idoso telefonou para o 192 relatou insuficiência respiratória, entre outros sintomas. Atendido, o paciente foi classificado pela equipe  médica como um caso suspeito da Covid-19, o que exigiu uso de equipamento de proteção individual adequado.

O  paciente tambem havia sido assistido pela equipe da UPA anteriormente, tendo sido notificado como suspeita de Covid-19. Foi submetido a exame  e a testagem foi negativa. Na época, foi mantido na unidade por alguns dias, devido ao quadro de pneumonia, conforme consta em prontuário.

OUTRAS NOTÍCIAS