Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Com covid, Queiroga diz sentir sintomas de “gripe leve”

Com covid, Queiroga diz sentir sintomas de “gripe leve”

Diagnosticado com covid-19 em Nova York, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga declarou nesta 4ª feira (22.set.2021) que está bem e tem sintomas de uma “gripe leve”. Queiroga viajou aos Estados Unidos para acompanhar a comitiva do presidente Jair Bolsonaro, que participou da Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) na 3ª feira (21.set).

Em entrevista à GlobeNews, disse que não sente falta de ar –característica comum em pessoas com a doença. Também afirmou que só voltará ao Brasil depois que tiver diagnóstico negativo para a covid. O chefe da Saúde cumprirá quarentena de 14 dias em um hotel da cidade norte-americana.

O ministro também comentou sobre o episódio em que mostrou o dedo do meio a um grupo que se manifestou contra o governo Bolsonaro, em Nova York. “Quem fala o que quer, ouve o que não quer”, disse. Também afirmou que o assunto é o que menos o preocupa neste momento. “Estou preocupado, mesmo, é com minha saúde”, disse.

Depois do diagnóstico, Queiroga compartilhou em seu perfil no Instagram uma publicação que põe em dúvida a eficácia da vacina contra o coronavírus e de medidas preventivas, como o uso da máscara de proteção.

O ministro tem 55 anos e está vacinado desde março deste ano. Por ser médico, estava entre os grupos prioritários para a imunização. Já recebeu as duas doses da CoronaVac, vacina produzida no Brasil pelo Instituto Butantan.

Nesta 4ª feira (22.set), o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB) afirmou acreditar que o ministro já estava infectado com o novo coronavírus quando viajou para os Estados Unidos.

Por causa da infecção de Queiroga, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) enviou nesta 4ª feira (22.set) um ofício à Casa Civil orientando que a comitiva presidencial que viajou a Nova York faça isolamento de 14 dias no Brasil.

Informação: poder 360

OUTRAS NOTÍCIAS