Colbert critica governador por violência em Feira; Zé Neto rebate: ‘’Existe um caos administrativo na cidade”

Colbert critica governador por violência em Feira; Zé Neto rebate: ‘’Existe um caos administrativo na cidade”

prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), divulgou no último sábado (30), um vídeo em sua rede social criticando o governador Rui Costa (PT) pelas 300 mortes registradas na cidade em 2019. Segundo Colbert, falta investimento, estrutura, iniciativa pública e comprometimento do Governo do Estado com a cidade, localizada a 109 Km de Salvador.

“A ineficácia do Governo do Estado da Bahia na segurança pública de Feira de Santana é um absurdo. Completamos hoje o homicídio de número 300 nesse ano de 2019, números de países em guerra, que infelizmente se tornaram uma realidade aqui em nossa cidade pelo descaso do governo. Em Feira o governador Rui Costa promete muita coisa e nada faz”, disse o prefeito.

Colbert ainda afirma que em toda Feira de Santana só existem quatro CIPMs, enquanto na Orla de Salvador, entre Barra e Itapuã, existem cinco. “Até agora no mandato do governador em Feira morreram 1.674 pessoas, é praticamente uma pessoa morta na cidade todos os dias desde que o senhor [Rui] assumiu o cargo em 2015. Feira precisa de atenção e políticas públicas consistentes para enfrentarmos esse problema. Diálogo não resolve e nunca resolveu. Governador, precisamos ver a sua correria acontecer aqui em Feira de Santana além de promessas, que não aceitamos mais. A violência em Feira é um ato absolutamente vergonhosos”.

Quem rebateu as críticas do prefeito ao governo do Estado foi o deputado federal Zé Neto (PT). Em conversa com o BNews, o deputado disse que não viu o vídeo porque o material não repercute pela cidade. “Os vídeos que ele faz ninguém perde tempo para assistir. Ele fica falando na internet, ele tem que falar no meio do povo, tem que botar o pé no terreiro, tem que sair do virtual e ir para a vida real”.

Mas quando questionado por nossa reportagem sobre os números apresentados no vídeo, Zé Neto contestou e disse que ele tem grande dificuldade na administração municipal. “Eu acho que o melhor caminho seria o diálogo com o Estado pra a gente encontrar caminhos para enfrentar as dificuldades. Feira de Santana teve sim uma dificuldade durante o movimento grevista que acabou motivando o aumento no número de assassinatos. Mas pergunte se ele está colaborando para que a gente tivesse condição de enfrentar essa dificuldade? Pergunta a ele como está iluminação da cidade? Porque o Centro de Abastecimento foi o lugar onde mais cresceu o número de ocorrências? Por causa do abandono. Existe um caos administrativo na cidade”.

Ainda de acordo com  o deputado, já existiram tentativas de diálogo com o prefeito, mas “entra por um ouvido e sair pelo outro”. “Não tenho dificuldade pessoal com ele, mas o problema é que ele não manda, e sim o ex-prefeito que comanda a cidade até hoje. Se ele quiser conversar comigo para fazer interlocução com o governo estou à disposição”, conclui. 
 

Fonte: BNews

OUTRAS NOTÍCIAS