Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Clubes italianos e ingleses disputam a contratação de Everton

Clubes italianos e ingleses disputam a contratação de Everton

Mesmo diante de várias estrelas do futebol europeu, Everton se impôs e terminou a Copa América como um dos melhores da competição. Sorte do Brasil, que foi campeão, mas preocupação para o Grêmio, que precisará saber lidar com o aumento do assédio ao jogador.

Antes mesmo da Copa América, Everton era alvo. O Manchester City, de Pep Guardiola, e o Milan são alguns dos clubes que já haviam sondado o jogador. Os italianos prometem fazer uma nova investida em breve. Há tempo de sobra.

A janela de transferências da Itália fecha no dia 2 de setembro e a do futebol inglês, em 8 de agosto. Segundo a imprensa europeia, o Milan aparece à frente na disputa. Caso o acerto ocorra, Everton sairia agora.

Se o destino dele for o City, irá encontrar Gabriel Jesus, Fernandinho e Ederson, seus companheiros de seleção. No Milan, o conhecido seria Lucas Paquetá. Everton tem contrato com o Grêmio até dezembro de 2022 e multa contratual de 80 milhões de euros (cerca de R$ 341 milhões).

Ele renovou o vínculo no ano passado, justamente quando teve início o assédio dos europeus. Foi a forma do Grêmio se proteger e ter maior poder de negociação, já que a multa anterior era de 40 milhões de euros (algo em torno de R$ 170 milhões).

O clube gaúcho garante que não abre mão da multa, mas sabe que, se o jogador decidir sair, a situação ficará complicada. Após o jogo com o Peru, o atacante afirmou que volta ao Grêmio, mas sabe que pode estar perto de fazer seus últimos jogos pelo clube.

“Uma saída do Grêmio pode estar próxima, mas por enquanto sou jogador do Grêmio. E quarta-feira (amanhã) temos uma batalha muito difícil, que eu pretendo ajudar”, disse, em referência ao jogo contra o Bahia, pela Copa do Brasil.

Informações: Notícias ao Minuto/CdP

Foto: Reprodução

OUTRAS NOTÍCIAS