Cerca de sete mil policiais e bombeiros atuarão na Micareta de Feira

2__327

Para garantir a Segurança na Micareta de Feira de Santana, o Governo do Estado empregará cerca de sete mil policiais e bombeiros, Reconhecimento Facial e Portais de Abordagem. O esquema será anunciado, na tarde desta segunda-feira (16), em coletiva, na cidade.

Cerca de R$ 8,1 milhões serão empregados no pagamento dos profissionais, na montagem das ferramentas tecnológicas e construção de unidades temporárias para os quatro dias de evento.

Duas Plataformas Elevadas de Observação (POE), equipadas com câmeras de Reconhecimento Facial, reforçarão o videomonitoramento no circuito.

Portais de Abordagem

Antes de acessar o Circuito Maneca Ferreira, na Avenida Presidente Dultra, o folião passará por um dos onze Portais de Abordagens, onde policiais militares farão a revista com detectores de metais para identificar e apreender objetos que possam oferecer riscos.

As equipes de campo também estarão com Terminais Móveis de Comunicação com tecnologia LTE (Longe Term Evolution) utilizados pelas primeira vez no evento. A ferramenta propícia a transmissão de informações de forma célere e estável.

Duas unidades do Centro Integrado de Comando e Controle (CICCM) permanecerão ativados com integrantes das forças estaduais da Segurança, das Superintendências Integrada da Atividade Policial, de Telecomunicações, de Inteligência e de Gestão Tecnologia Organizacional, além de prepostos do Exército, SAMU, Embasa, Coelba e outras entidades municipais.

Estruturas

Sessenta e uma estruturas temporárias, entre elas nove postos policiais, foram montadas para recepcionar foliões e profissionais empregados na festa.

São quatro Postos Policiais Integrados (PPIs), na Praça Kailandia, um posto conjugado para Polícia Militar, Delegacia Especial da Mulher e Serviço Especializado de Respeito a Grupos Vulnerabilizados e Vítimas de Intolerância e Racismo (SERVVIR) e posto operacional para Polícia Civil.

No Centro de Educação Profissional em Saúde estarão as Delegacias Especial de Área (DEA), Para o Adolescente Infrator (DAI) e um posto do Departamento de Polícia Técnica.

Para o Corpo de Bombeiros Militar foram montados um Hospital de Campanha e um Posto de Comando. Outros 47 postos elevados de observação para PM e CBM estão instalados ao longo do trajeto.

Ascom/Marcia Santana

OUTRAS NOTÍCIAS