Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Capoeiristas se apresentam no MAP em homenagem ao Novembro Negro

Capoeiristas se apresentam no MAP em homenagem ao Novembro Negro

RODS DE CAPOEIRA NO MAP - FOTO VALDENIR LIMA (69)

A ginga e os golpes inesperados dos capoeiristas foram vistos na roda realizada no palco do MAP (Mercado de Arte Popular), numa apresentação plástica, onde os atletas atacam e esquivam para mostrar a técnica daquela que é considerada a arte marcial genuína brasileira, criada e difundida pelos negros. A apresentação foi relacionada ao Novembro Negro.

RODS DE CAPOEIRA NO MAP - FOTO VALDENIR LIMA (97)

Atabaques, canções e o estalo das palmas estimularam o jogo de ataques e contra-ataques rápidos e precisos. Mestre Gago, da Associação Cultural Dois Antônios, disse que a apresentação deste sábado, 25, pela manhã, foi o aquecimento para o batizado e a troca de cordão, que vai acontecer neste domingo, 26, no CSU (Centro Social Urbano).

Cerca de 30 capoeiristas trocarão de cordão ou serão batizados. De acordo com o veterano mestre, é necessário, no mínimo, 20 anos de muito trabalho para que se chegue ao grau de mestre, o cordão branco. Ao longo destas duas décadas são mais de dez combinações de cores que o atleta vai carregar na cintura.

Fotos | Valdenir Lima

OUTRAS NOTÍCIAS