Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Candidatas citam dados de violência contra mulher em vez de medidas corporais durante o Miss Peru

Candidatas citam dados de violência contra mulher em vez de medidas corporais durante o Miss Peru

 IMAGEM_NOTICIA_5 (8)

O concurso Miss Peru deste ano fez uma modificação na forma como as candidatas apresentaram suas medidas: em vez de dizer quanto mediam no busto, cintura e quadril, conforme a tradição das competições de beleza, elas anunciaram números referentes à violência contra a mulher no país.

Segundo informações do site Buzzfeed News, foram citados a quantidade de casos de feminicídio no Peru (2.200), mencionado pela candidata Camila Canicoba; a quantidade de mulheres que sofrem assédio (70%), informados pela concorrente Juana Acevedo; os casos de meninas que sofreram abuso sexual (13 mil), relatados por Luciana Fernandéz; entre outros dados.

O protesto foi planejado pela organização do evento, cujo tema foi violência contra a mulher. A ideia foi da organizadora do concurso, Jessica Newton, que já venceu outras competições de beleza. O desfile de biquíni foi mantido. “As mulheres podem sair por aí peladas se elas quiserem. Peladas. É uma decisão pessoal”, defendeu Jessica Newton. “Se eu andar na rua de biquíni eu continuarei sendo uma mulher tão decente quanto se eu estivesse usando um vestido longo”.

| Bahia Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS