Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Campanha de imunização contra o vírus da gripe termina nesta quinta

Campanha de imunização contra o vírus da gripe termina nesta quinta

750_jose-gonzaga-dos-santos-vacinacao-h1n1_2018621738131

Quem faz parte do público-alvo definido pelo Ministério da Saúde (MS) e ainda não se vacinou contra gripe deve correr. Esta quinta-feira, 21, é o último dia da campanha de imunização contra o vírus. A partir da próxima segunda, 25, o MS anunciou que municípios que tiverem estoque podem ampliar a vacinação para crianças de 5 a 9 anos de idade e adultos de 50 a 59 anos.

A vacinação protege contra três subtipos do vírus, H1N1, H3N2, influenza B e está disponível nas 126 unidades básicas de saúde da rede municipal.

Até o momento aproximadamente 560 mil pessoas foram vacinadas em Salvador, número que corresponde a 89% do público prioritário residente na capital, a meta da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) é imunizar 90% da população prioritária.

Abrangência

Em todo o estado, de acordo com dados da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), foram aplicadas 2.598.886 doses da vacina, o que representa 84,77% do público-alvo. Nacionalmente, 9,5 milhões ainda não se vacinaram.

A região Sudeste é a que tem menor cobertura vacinal contra a gripe até o momento, com 74,62%. Em seguida estão as regiões Norte (74,67%), Sul (83,4%), Nordeste (86,8%) e Centro-oeste com a melhor cobertura, de 95,4%. Os estados com as taxas mais baixas de vacinação contra a gripe são Roraima, com 56%, e Rio de Janeiro, com 61,1%.

Ainda conforme dados da Sesab, até o dia 16 de junho deste ano, foram notificados 1.297 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), com 103 óbitos. Dentre esses casos, 261 foram confirmados para influenza, sendo 199 pelo subtipo A H1N1, com 26 deles evoluindo para óbito.

No mesmo período do ano passado, foram 353 casos e 33 óbitos de SRAG. Dentre eles, 25 foram confirmados, sendo influenza A H1N1, com dois casos, sem registro de morte.

Entre as mortes em decorrência dos vírus da influenza no Brasil, a média da idade foi de 54 anos. A taxa de mortalidade por influenza no Brasil está em 0,26% para cada 100 mil habitantes.

Público-alvo

O grupo prioritário inclui pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses aos menores de 5 anos, trabalhadores de saúde, professores e povos indígenas. Gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional, pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas também devem receber a imunização.

Em Salvador, nos anos anteriores, a SMS disponibilizou a vacina após o término da campanha para o público em geral. Este ano, a secretaria afirmou que vai esperar o fim do período de vacinação para o Ministério da Saúde sinalizar o que será feito com as doses que sobrarão.

OUTRAS NOTÍCIAS