Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Brasileira de 59 anos perde R$ 880 mil achando que namorava músico grego Yanni

Brasileira de 59 anos perde R$ 880 mil achando que namorava músico grego Yanni
  • Brasileira caiu em um golpe de estelionato sentimental que lhe custou R$ 880 mil

  • Ela acreditava estar se relacionando com o famoso músico grego Yanni
  • Do outro lado, porém, estava um golpista nigeriano de uma quadrilha internacional

Uma brasileira caiu em um golpe que lhe custou R$ 880 mil ao acreditar que estava namorando o famoso músico grego Yanni. As informações são do blog de Rogério Gentile no UOL.

A mulher de 59 anos conheceu o suposto Yanni por meio das redes sociais e deu início a uma relação amorosa que baseava-se em conversas pelo WhatsApp. Não demorou para que o casal decidisse oficializar e a união em um casamento.

Do outro lado, estava, na verdade, um nigeriano residente no Brasil, que pedia que a vítima lhe enviasse milhares de reais em transferências. A mulher, apaixonada, seguia desembolsando dinheiro.

A família da vítima precisou intervir quando ela, desesperada, alegou que o músico havia sido sequestrado e pediu ao pai R$ 10 milhões para pagamento do resgate.

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) acusou formalmente o nigeriano e explicou que o criminoso pertence a uma quadrilha internacional originária do país africano, especializada em praticar o crime conhecido como estelionato sentimental, aproximando-se de pessoas solitárias por meio de perfis falsos nas redes sociais.

Somente no Brasil, a quadrilha possui mais de 200 integrantes, sendo que mais de 400 vítimas dela já foram contabilizadas pela polícia no país. Estima-se que, no total, cerca de duas mil pessoas tenham sido ludibriadas pelos bandidos.

Caso semelhante na Itália

O caso da brasileira se assemelha ao do jogador italiano de vôlei Roberto Cazzaniga. Ele passou 15 anos acreditando que namorava à distância a modelo brasileira Alessandra Ambrosio após conhecer uma pessoa pela internet que usava fotos dela, mas se identificava como Maya.

Durante esse período, Roberto Cazzaniga entregou 700 mil euros (R$ 4,3 milhões) para a estelionatária, que pedia ajuda financeira para custear tratamentos de supostos problemas cardíacos.

Informações: Yahoo

OUTRAS NOTÍCIAS