Bolsonaro volta a minimizar pandemia: “Devemos abrir o comércio”.

Bolsonaro volta a minimizar pandemia: “Devemos abrir o comércio”.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a confrontar as recomendações das autoridades de saúde e técnicos de seu governo. Na manhã desta quarta-feira (25), em sua conta no Instragram, o chefe do Estado afirmou que “devemos abrir o comércio”.

Parte de governadores e prefeitos de todo o Brasil determinaram o fechamento do comércio, com o shoppings centers, para evitar aglomerações e conter a contaminação pela Covid-19.

O presidente escreveu na publicação que as determinações já atingem 38 milhões de autônomos no país. Ele defendeu a volta das atividades como uma forma de fazer a economia caminhar.

“Se as empresas não produzirem não pagarão salários. Se a economia colapsar os servidores públicos também não receberão. Devemos abrir o comércio e tudo fazer para preservar a saúde dos idosos e portadores de comorbidades. Deus abençoe o Brasil e nos livre desse mal”, escreveu.

No pronunciamento feito em rede nacional na noite da terça-feira (24), Bolsonaro classificou a pandemia como uma “gripezinha”. A fala rendeu muitas críticas de entidades e profissionais da saúde e mobilizou milhares de pessoas que, de suas sacadas, promoveram um panelaço.

OUTRAS NOTÍCIAS