Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Bolsonaro solicitou troca do termo “Golpe de 64” por “Revolução” no Enem

Bolsonaro solicitou troca do termo “Golpe de 64” por “Revolução” no Enem

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu para o ministro da Educação, Milton Ribeiro, que chamasse de “revolução” o Golpe Militar de 1964 na prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio. As informações são da Folha.

De acordo com a reportagem, o pedido foi feito no primeiro semestre, segundo relatos de integrantes do governo. O ministro chegou a comentar com equipes do MEC (Ministério da Educação) e do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), mas o pedido não foi levado adiante, pois as questões passam por um longo processo de elaboração.

Nesta semana, Bolsonaro afirmou que o Enem “começa a ter a cara do governo”. A declaração foi dada logo após um pedido de demissão em massa de diversos servidores do Inep, que alegam pressão psicológica e vigilância na formulação da prova.

Bolsonaro é crítico do Enem, por considerar que a prova traz uma suposta abordagem de esquerda, e elogioso da ditadura militar e de torturadores do período.

Ainda de acordo com a Folha, de acordo com servidores ouvidos pela reportagem, nem o presidente do Inep, Danilo Dupas Ribeiro, nem o ministro da Educação teriam tido acesso à prova durante sua elaboração ou à sua versão final. Os dois também não teriam determinado a exclusão de itens específicos.

OUTRAS NOTÍCIAS