Bolsonaro manda recado para países que cobram política ambiental brasileira

Brazil's President Jair Bolsonaro is escorted by bodyguards as he is greeted by supporters during a re-election campaign rally, at Praca da Liberdade in Belo Horizonte, Minas Gerais State, Brazil, on August 24, 2022. (Photo by Douglas MAGNO / AFP) (Photo by DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)
Brazil's President Jair Bolsonaro is escorted by bodyguards as he is greeted by supporters during a re-election campaign rally, at Praca da Liberdade in Belo Horizonte, Minas Gerais State, Brazil, on August 24, 2022. (Photo by Douglas MAGNO / AFP) (Photo by DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)

Em postagem nas redes sociais, nesta quinta-feira (25/8), o presidente da República e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), mandou novo recado às nações que cobram do Brasil mais firmeza em relação à política ambiental. O mandatário afirmou que nenhum deles possui “autoridade” para atacar o país, que entende ser “referência em energia limpa e preservação”.

Para o titular do Planalto, as demais nações têm interesse nos recursos naturais brasileiros, mas devem respeitar a soberania nacional.

“Deveria ser mais urgente fazer o que podem para salvar o pouco que resta do que já destruíram ao invés de falar de um país que tem mais de 60% de sua vegetação nativa e mais de 80% de seu bioma preservados, além da matriz energética mais limpa do G20. Estamos e seguiremos fazendo nossa parte”, continuou.

 

Em agosto deste ano, a Europa registrou recorde de queimadas desde 2006, quando os dados de satélite começaram a ser coletados. Os incêndios destruíram 662.776 hectares de florestas em toda a União Europeia.

A postagem foi publicada nas redes oficiais de Bolsonaro, enquanto ele participava de cerimônia alusiva ao Dia do Soldado, no Quartel General do Exército, em Brasília (DF). Na Ordem do Dia lida pelo comandante do Exército, general Marco Antônio Freire Gomes, a defesa da soberania nacional foi um dos pontos mencionados. O presidente da República não discursou na solenidade.

“Foto” na Amazônia

Segundo o colunista do Metrópoles Igor Gadelha, integrantes da campanha à reeleição de Bolsonaro articulam agenda eleitoral do presidente na Amazônia para as próximas semanas.

A ideia é que o atual chefe do Palácio do Planalto visite cidades da região e faça “fotos” e vídeos no local para serem explorados pela campanha.

Segundo estrategistas, a agenda servirá para atender à cobrança da comunidade e da imprensa internacional por um “gesto” de Bolsonaro à Amazônia.

 

Nos últimos dias, a campanha do atual mandatário recebeu contato de jornalistas de três países da Europa que estarão no Brasil para cobrir as eleições.

A Amazônia deve voltar ao foco do debate político nas próximas semanas, em razão do Dia da Amazônia, celebrado anualmente em 5 de setembro.

 

Fonte: metropoles.com

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS