Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Bolsonaro diz que DiCaprio deve ficar “de boca fechada” sobre clima

Bolsonaro diz que DiCaprio deve ficar “de boca fechada” sobre clima

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, na manhã desta terça-feira (3/5), em conversa com apoiadores, na saída do Palácio da Alvorada, que é melhor que o ator Leonardo DiCaprio fique calado em relação a questões climáticas do Brasil. O artista é engajado no tema, e volta e meia incomoda Bolsonaro e aliados com postagens críticas à ação do governo brasileiro.

O chefe do Executivo federal comentava sobre a sustentabilidade brasileira quando mencionou o ator: “Somos exemplo para o mundo, tanto é que a Europa está mudando a legislação ambiental”, argumentou. “[Mas] Tá lá o DiCaprio botando fotografia de 20 anos atrás”, reclamou.

“O DiCaprio tem que saber que a própria presidente da OMC [Organização Mundial do Comércio] falou que, sem o agronegócio brasileiro, o mundo passa fome. Então, é bom o DiCaprio ficar de boca fechada, em vez de ficar falando besteira por aí”, enfatizou Bolsonaro. O momento foi divulgado por um canal simpatizante.

Na semana passada, o mandatário brasileiro também mencionou o ator, de maneira irônica, e disse “perdoá-lo” por foto antiga, na qual a Amazônia supostamente pegava fogo. A resposta foi motivada por uma publicação do protagonista de Titanic, na qual pedia para que os jovens brasileiros regularizassem o título de eleitor.

“É muito importante ter todos os brasileiros votando nas próximas eleições. Nosso povo decidirá se quer manter nossa soberania na Amazônia ou ser governado por bandidos que servem a interesses especiais estrangeiros”, disse Bolsonaro.

“A propósito, a foto que você postou para falar sobre os incêndios florestais na Amazônia em 2019 é de 2003. Tem gente que quer prender brasileiros que cometem esse tipo de erro aqui em nosso país. Mas sou contra essa ideia tirânica. Então eu te perdoo”, prosseguiu o presidente.

Veja a resposta de Bolsonaro a DiCaprio:

 

OUTRAS NOTÍCIAS