Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Bolsonaro autoriza licença de cinco dias de férias para Sérgio Moro

Em audiência conturbada, deputados pedem esclarecimentos a Sergio Moro

Nesta segunda-feira (8) o “Diário Oficial da União” publicou a licença autorizada pelo então presidente Jair Bolsonaro de 5 dias para o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, a licença será usada para Moro “tratar de assuntos particulares”.

Segundo a assessoria do ministério, Moro estará de férias e o secretário executivo Luiz Pontel responderá interinamente pelo ministério no período. A licença foi concedida entre os dias 15 e 19 de julho.

Na prática, o ministro não poderia tirar férias, por ter começado a trabalhar em janeiro. Por isso, está tirando uma licença não remunerada e, segundo a assessoria, usará o período para férias.

Desde o início do mês passado, o ministro tem sido alvo de notícias publicadas pelo site The Intercept sobre conversas atribuídas a ele e a procuradores da Operação Lava Jato.

Os diálogos relatados pelo site teriam ocorrido por meio do aplicativo de mensagens Telegram na época em que o ministro era o juiz federal responsável pelos processos da Lava Jato na Justiça Federal do Paraná.

Moro já esteve espontaneamente na Câmara e no Senado em audiências com parlamentares para dar explicações sobre as conversas.

No Senado, ele disse que não tinha nada a esconder sobre as conversas atribuídas a ele. Na Câmara, ele disse que houve “invasão” de celulares de autoridades para tentar invalidar, criminosamente, as condenações da Operação Lava Jato.

Fonte: G1 notícias

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasi

OUTRAS NOTÍCIAS