Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Avanços tecnológicos no Brasil até 2023; saiba o que pode mudar

Avanços tecnológicos no Brasil até 2023; saiba o que pode mudar

A tecnologia é um mercado que anda em constante crescimento. Após o lançamento do smartphone dobrável da Samsung, diversos avanços têm sido previstos para o ano que vem. Em maio de 2023, o Rio de Janeiro receberá o maior evento global de tecnologia, que acontece tradicionalmente em Lisboa, Poartugal. O Web Summit acontecerá pela primeira vez na América Latina.

“Este ano, o jornal Miami Harold disse que a América Latina é o local de maior crescimento de startups no mundo. Eu acho que uma olhada nos dados falam por si só. O Brasil, claro, lidera a maior parte desse crescimento, 21 dos 27 unicórnios [empresa de tecnologia de crescimento rápido] da América são brasileiros. O Brasil é um foguete neste momento, por isso fazer no Rio de Janeiro o primeiro Web Summit fora da Europa”, confessou o prefeito Eduardo Paes, em entrevista à Agência Brasil.

Além do crescimento em empresas tecnológicas, o país já possui uma lista de avanços com previsão para cerca de um ano. Confira alguns deles:

1- Smartphone com tela enrolável

O setor de smartphone é um dos mais crescentes no mundo, com diversas atualizações constantes e novos modelos lançados pelas marcas, mais um avanço pretende deixar os consumidores impressionados.

A Oppo, empresa chinesa, deve lançar seu primeiro smartphone com tela enrolável ou extensível no ano que vem, novidade anunciada pelo informante Digital Chat Station, porém ainda sem confirmação oficial da organização.

O aparelho possui uma tela de 6,7 polegadas, que poderá ser aumentada, ou estendida,  para até 7,4 polegadas, se tornando quase um tablet. O mecanismo de extensão da tela seria feito totalmente por motores, podendo ser facilmente acionado pelo usuário na tela do smartphone.

Com essa tecnologia, o celular não teria nenhuma dobra ou ruga atrapalhando a visão da tela, que ficaria totalmente aberta ou desenrolada. O cliente também poderá escolher em qual das duas formas pretende deixar o aparelho, intercalando facilmente entre elas.

2- Inteligência Artificial

Apesar de já ser uma realidade atualmente, um estudo realizado pela Gartner, empresa especializada em consultorias e pesquisas no ramo da tecnologia, prevê um aumento perceptível no número de dispositivos conectados à internet, em 2023. Chegando a marca de cerca de 25 bilhões no mundo.

“A inteligência artificial será aplicada a uma ampla variedade de informações da IoT, incluindo vídeos, imagens estáticas, fala, atividade de tráfego de rede e dados de sensores”, relatou Nick Jones, vice-presidente da empresa.

3 – Internet móvel 5G

Com o crescente uso de internet móvel, principalmente por conta da atual fase de transição para o pós-pandemia, a evolução da rede 4G, disponibilizada atualmente pelas operadoras, se fez necessária. A tecnologia 5G, quinta geração, chegará ao Brasil com maior alcance e velocidade, prometendo grande revolução para os usuários.

A nova rede permitirá a interconexão de equipamentos e dispositivos e possibilitando um maior alcance e atingindo maiores velocidades nas redes de conexão dos smartphones, o que permite uma navegação mais rápida e eficiente. Podendo comportar mais usuários simultaneamente na rede, sem a perda de qualidade do sinal.

Com previsão de chegada em julho de 2022, nas principais capitais brasileiras, a posse de um aparelho com a tecnologia 5G possibilitará um melhor tempo de processamento de downloads e uploads. Além de uma maior velocidade na transferência de dados por segundo e uma economia de até 90% no consumo de energia dos celulares.

4 – Privacidade e Segurança

Apesar de tantos avanços, uma das preocupações da população é com a proteção de dados nas plataformas digitais, principalmente com a mobilidade do dinheiro digital. Com recentes casos de vazamento de dados de grandes empresas ao redor do mundo, o investimento em segurança de dados tem crescido.

Segundo uma pesquisa realizada pela PwC, cerca de 83% dos líderes de organizações empresariais no Brasil pretendem aumentar seus gastos com cibersegurança entre 2022 e 2023, visando evitar ataques à base de informações de seus funcionários e clientes.

Informações: BNews

OUTRAS NOTÍCIAS