Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Aumenta número de pessoas devendo conta de energia na Bahia, pelo primeiro trimestre de 2021

Aumenta número de pessoas devendo conta de energia na Bahia, pelo primeiro trimestre de 2021

O número de baianos que estão com as contas de luz atrasadas aumentou na Bahia. Nos primeiros três meses deste ano 87.420 pessoas ficaram inadimplentes na Coelba, enquanto no mesmo período do ano passado foram 70.150 clientes nessa situação. Para facilitar a regularização está sendo oferecida a possibilidade de parcelar a despesa no cartão de crédito, e em até 24 vezes.

A empresa acredita que a piora no cenário de devedores foi provocada pela pandemia. A quarentena encurtou a renda das famílias, e mesmo para quem está recebendo auxílio emergencial ficou difícil pagar por serviços básicos como o de energia elétrica.

A promotora de vendas Laís de Jesus, 28 anos, está com as faturas em atraso e contou que nunca tinha passado por essa situação antes.  “Aqui em casa não tem nada no meu nome, mas todas as contas sou eu quem pago porque só eu tenho trabalho e recebo salário. A gente nunca atrasou, mas no ano passado a loja suspendeu meu contrato por três meses. Depois, minha sobrinha ficou doente e o dinheiro não deu para cobrir tudo”, contou.

Desde que as coisas começaram a desandar, em meados do ano passado, a família Jesus tem feito os pagamentos das faturas da Coelba com atraso e próximo da data de suspensão do serviço. A notícia de que agora o débito pode ser parcelado no cartão de crédito deixou Laís mais feliz. “As coisas estão se ajeitando aqui em casa e parcelar a dívida pelo cartão vai facilitar bastante”, disse.

A possibilidade de dividir a conta no cartão de crédito, em até 24 vezes, está disponível desde o dia 3 de maio, mas terá prazo limitado. A empresa ainda não definiu quando vai encerrar esse procedimento, mas disse que percebeu crescimento na procura por negociação já na primeira semana de operação.

Informações: De Olho na Cidade

OUTRAS NOTÍCIAS