Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Assista; Indígena é agredida por PMs durante show festa de aniversário de cidade no sul da Bahia

Assista; Indígena é agredida por PMs durante show festa de aniversário de cidade no sul da Bahia

Priscila Muniz, de 31 anos, teve um grave corte na testa, além de ferimentos por todo o corpo após sofrer golpes de desferidos por um PM que fazia a segurança de um show da festa de comemoração pelo aniversário da cidade. O aniversário de 60 anos da cidade de Pau Brasil, no sul da Bahia, foi manchado por um episódio de violência. Durante a festa realizada na noite do dia 10/04, uma mulher indígena Pataxó HãHãHãe foi agredida por policiais militares e teve sérios ferimentos na cabeça, além de escoriações por todo o corpo.

Vídeo mostra indígena sendo agredida por policiais no sul da Bahia

Priscila Muniz, de 31 anos, estava na festa com o marido quando ele decidiu passar próximo a uma equipe da PM, que não teria gostado da aproximação e lhe atingido com um cassetete. “Não teve motivo nenhum, ele apenas pediu licença para passar, aí eles agrediram meu esposo. Quando eu pedi para que eles não fizessem isso porque a gente só estava passando eles me agrediram. Não tem lógica! A única coisa que eu posso dizer é preconceito contra nós indígenas”, comenta.

Indígena é agredida por PMs em festa de aniversário de cidade no sul da  Bahia - Jornal Correio

As imagens foram compartilhas nas redes sociais pela jovem liderança Pataxó HãHãHãe Fabrício Titiah, e rendeu centenas de respostas. O vídeo mostra Priscila e o esposo sendo agredidos e caindo no chão, enquanto os policias seguem desferindo golpes. Ela ainda tenta argumentar com os PMs enquanto o sangue escorre da sua testa. A mulher chegou a desmaiar e foi levada ao hospital do município pelo seu tio, o Cacique Nailton Muniz. Priscila teve um corte extenso na cabeça e precisou levar pontos. Ela já se recuperou do choque inicial, mas ainda se diz revoltada com a situação. “Agredir uma pessoa assim sem ela ter feito nada é abuso de poder”, diz Priscila. Segundo o Cacique Nailton, o caso foi registrado no Complexo Policial de Pau Brasil e Priscila esteve em Itabuna no dia 20/04 para a realização do exame de corpo de delito.

Indígena agredida por PMs passa mal e é internada em hospital no sul da  Bahia - JORNAL GAZETA ONLINE

Em nota, a Polícia Militar informou que o casal foi abordado após arremessar garrafas de vidro no circuito. Ao se aproximarem, os policiais teriam sido surpreendidos com garrafas jogadas na direção da patrulha, o que gerou o início do conflito. Um policial teria tido um ferimento na mão e, junto com os dois indígenas, todos foram levados a uma unidade de saúde para atendimento médico e, em seguida, à delegacia.

Polícia inicia investigação no caso da indígena espancada por PMs na saída  de festa no sul da Bahia | Bahia | G1

Indígena agredida por policiais durante festa na BA é hospitalizada; PM  investiga | Bahia | G1

Mulher indígena é agredida por policiais militares no Dia do Índio

Indígena é agredida por PMs em festa de aniversário de cidade no sul da  Bahia - Jornal Correio

Informações dos sites Correio 24h e G1.

OUTRAS NOTÍCIAS