Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Arrombamento de delegacia de polícia mostra precariedade da segurança da Bahia, diz Geilson

Geilson cobra do governo garantia do direito de ir e vir

Carlos-Geilson

O arrombamento da delegacia de polícia de Irará, município da região de Feira de Santana, por um grupo de homens armados, foi apontado pelo deputado estadual Carlos Geilson (PSDB) como um exemplo da precariedade da segurança pública da Bahia.

“Como gostaríamos de poder dizer que nosso povo está seguro. Mas, infelizmente, não podemos dizer isso. Pois na Bahia até mesmo as delegacias de polícia são assaltadas”, disse o deputado, em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (25).

Geilson referiu-se ao acontecido na tarde do último domingo (22), quando quatro homens encapuzados e armados quebraram o cadeado da porta principal da delegacia de polícia da pacata cidade de Irará e invadiram o prédio. Lá dentro, arrombaram salas, pegaram coletes balísticos e uma arma e fugiram tranquilamente sem serem incomodados.

“E não foram incomodados porque o efetivo de segurança de Irará é constituído apenas por dois soldados. Certamente mal armados. Ou pelo menos, com armamento inferior ao exibido pela bandidagem que tomou conta da Bahia. Infelizmente, essa é a realidade. Bem diferente do que dizem os líderes governamentais e a propaganda do governo na televisão”, acrescentou Geilson.

OUTRAS NOTÍCIAS