Após receberem descarga elétrica em construção, três pedreiros ficam feridos no bairro Cidade Nova

acidente_edsantos_acordacidade-1

Três pedreiros ficaram feridos após sofrerem descarga elétrica em uma construção na Rua Dois, bairro Cidade Nova, em Feira de Santana.

A reportagem do Acorda Cidade esteve no local e conversou com o eletrotécnico Sérgio Nascimento, que tinha chegado na construção minutos depois do acidente.

Segundo ele, um dos pedreiros ao manusear uma treliça, encostou no cabo de alta tensão e recebeu a descarga elétrica.

“O que chegou ao meu conhecimento, é que tinham três profissionais trabalhando em um andaime, um andaime totalmente irregular com uma estrutura em cima do pilar da base da laje, e as outras duas pernas pendentes. Essas duas pernas amarraram em madeiras para que o andaime não cedesse para frente e foram manusear uma treliça de 3m. Essa treliça bateu em um dos cabos de alta tensão, e cada cabo desses são 12 mil volts, e chegou a eletrocutar quem estava com a treliça na mão, e nisso levou o pedreiro ao desequilíbrio do andaime já com a perna em chamas por conta da tensão elétrica e caiu. Ele foi levado desacordado para um hospital”, informou.

Segundo Sérgio Nascimento, os outros dois pedreiros ao tentarem ajudar o primeiro profissional, também receberam uma descarga elétrica.

“O primeiro pedreiro que estava com a treliça na mão desmaiou e quando os outros dois tentaram ajudar, sofreram descarga elétrica também. Eles não levaram nenhum choque que provocasse lesão no corpo, como foi o que aconteceu com o primeiro”, disse.

Ainda de acordo com o eletrotécnico, equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), juntamente com o Corpo de Bombeiros, estiveram no local para prestar os primeiros socorros e foram encaminhados para uma unidade hospitalar.

“Por incrível que pareça, eu vim deixar um currículo nessa construção para fazer a parte da instalação elétrica, que é o que eu trabalho, e na hora que eu cheguei aqui, todos já estavam dentro das ambulâncias para serem levados para um hospital. Mas essa estrutura não poderia ser de ferro nunca, primeiro porque está no beiral da laje, muito estreito, essa estrutura tinha que ser de madeira com a sustentação e com pelo menos 1 metro de distância dos cabos. Ali aparentemente só tem cerca de 70cm”, destacou.

Ainda não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

OUTRAS NOTÍCIAS