Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Após emitir 24 notificações, Prefeitura vai multar Embasa por danos em vias

Após emitir 24 notificações, Prefeitura vai multar Embasa por danos em vias

Danos causados pela Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento) no piso de vias públicas da cidade após a execução de obras já resultaram em 24 notificações, por parte da Agência Reguladora de Feira de Santana, autarquia da Prefeitura Municipal. A partir de agora serão aplicadas multas, caso as providências de reparação não sejam adotadas. A informação é do presidente da ARFES, Nau Santana.

Na última quinta-feira (3) ele esteve reunido com representantes da Embasa para cobrar mais uma vez as providências por parte da estatal. “Já emitimos 24 notificações. Vamos agora multar. Principalmente em situações em que a Prefeitura asfalta uma rua, a Embasa vem quebrando e não executa o reparo como deve ser feito”, reiterou o presidente.

“Existe um contrato de programa. A Embasa envia para a ARFES um relatório mensal das obras a serem executadas no município, tanto pedindo a autorização a Sedur, como comunicando a ARFES sobre a obra. Mas o grande problema é que após a obra não existe o reparo, que também é responsabilidade da Embasa”, explica Nau.

O prefeito Colbert Martins Filho já havia dito, em entrevista ao Bom Dia Feira, que a Prefeitura possui uma relação contratual com a Embasa.

‘Temos uma relação de contrato. Até o dia 14 de agosto, tinha uma concessão pública com Feira, desde o dia 15 de agosto, até então, tem um contrato, portanto a empresa tem o dever de prestar o serviço adequado, e se não prestar, multa, suspensão de contrato, a forma de relação é profissional. A embasa não vai mais fazer aquelas recuperações péssimas de quebrar as ruas, não pode mais tomar nenhuma inciativa de abrir nada sem a autorização da prefeitura e tomou algumas atitudes sem autorização durante a campanha que nós estamos punindo. Esse contrato vai ser exercido, independente de qualquer relação política’, afirmou.

OUTRAS NOTÍCIAS