Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Após decisão judicial, Prefeitura de Feira pagará salário integral dos professores neste mês de julho

Após decisão judicial, Prefeitura de Feira pagará salário integral dos professores neste mês de julho

Após corte salarial dos professores da rede municipal de ensino, o sindicato dos professores, APLB, buscou o judiciário para garantir a manutenção dos pagamentos.

 Através de liminar, o município de Feira de Santana está sendo obrigado a pagar o salário sem cortes. O município alega que houve apenas desconto de carga horária não cumprida.

Através de nota, a APLB declarou que o município já confirmou que irá honrar os compromissos com os servidores da educação.

  Confira nota na íntegra da APLB

  Após a Justiça determinar a imediata suspensão do corte salarial dos professores da Rede Municipal realizado pelo Governo Municipal, através do Mandado de segurança coletivo impetrado pela APLB Feira, o Secretário de Educação, Marcelo Neves conversou por telefone na segunda-feira, 6, com a diretoria da APLB Feira onde confirmou o cumprimento da decisão judicial e o pagamento do salário integralmente neste mês de julho de todos os professores que tiveram cortes no salário. O secretário também afirmou que o Governo Municipal se propõe a discutir com o Sindicato a devolução do que foi cortado nos salários de abril, maio e junho, o que não impede a ação na justiça da APLB Feira de devolução dos descontos nos referidos meses.

Esclarecemos a categoria que independente do Governo recorrer ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ), o que é um direito legal das partes, o que está valendo é a determinação da LIMINAR judicial de forma a ser cumprida de imediato.

OUTRAS NOTÍCIAS