Após chamar paciente de 3 anos de ‘Filhote de macaco’ Médica é acusada de racismo em clínica de Feira de Santana

csm_000002_cfae26e268-1

Uma médica está sendo investigada pelo crime de racismo contra uma paciente de 3 anos em uma clínica na cidade de Feira de Santana. A denúncia foi registrada pela mãe da criança na terça-feira (7).

De acordo com a denúncia, a profissional de saúde, que é ultrassonografista, perguntou se a vítima era “filhote de urubu ou de macaco”. O caso aconteceu no IHEF, empresa do grupo Meddi. A médica foi afastada das funções enquanto o caso é analisado pela empresa.

A Polícia Militar foi acionada, mas a médica já havia deixado o local quando os agentes chegaram. A mãe da vítima foi orientada pelos policiais a prestar queixa.

Segundo a Polícia Civil, já foram agendadas as primeiras oitivas a respeito do caso.

O Grupo Meddi foi procurado e informou que foi instaurada sindicância interna para apuração do caso. “O IHEF reforça não compactuar com qualquer manifestação ou conduta racista. A empresa está à disposição das autoridades competentes para colaboração no que for necessário”, diz nota.

CORREIOS

OUTRAS NOTÍCIAS