Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Após Brasil registrar mais de 5 mil mortes por coronavírus, ministro da Saúde diz que houve um “agravamento da situação”

Após Brasil registrar mais de 5 mil mortes por coronavírus, ministro da Saúde diz que houve um “agravamento da situação”

Após o Brasil registrar 5.017 mil mortes por Covid-19 nesta terça-feira (28) e ultrapassar o recorde da China com 474 óbitos em 24 horas, o ministro da Saúde, Nelson Teich, considerou que há um “agravamento da situação”.

Segundo o ministro, o agravamento é “restrito” e atinge apenas algumas localidades como Manaus, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Na última quinta-feira (23), quando foram registradas 407 mortes, Teich havia dito que era preciso esperar os próximos dias para avaliar se o aumento das mortes não seria por conta de casos acumulados que não foram divulgados.

“Alguns dias atrás eu coloquei que isso poderia ser um acúmulo de casos de dias anteriores, que foi simplesmente resgatado, mas, como a gente tem uma manutenção desses números elevados e crescentes, a gente tem que abordar isso como um problema, com uma curva que vem crescendo, com o agravamento da situação”, avaliou.

OUTRAS NOTÍCIAS