Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Ano novo: brasileiros farão mais simpatias para ganhar dinheiro que para encontrar amor

Ano novo: brasileiros farão mais simpatias para ganhar dinheiro que para encontrar amor

O amor é importante, mas, na hora da ‘virada’, os brasileiros querem mesmo é uma ajudinha para ganhar mais dinheiro. Uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) mostrou que as tradicionais simpatias de ano novo terão como principal alvo a conta bancária: 16% dos brasileiros vão contar com alguma superstição para ganhar mais dinheiro.

Maioria das simpatias dos brasileiros na virada vai ser para ganhar mais dinheiro, diz pesquisa — Foto: Natalia Filippin/G1 PR

Maioria das simpatias dos brasileiros na virada vai ser para ganhar mais dinheiro, diz pesquisa — Foto: Natalia Filippin/G1 PR

Segundo o levantamento, o segundo maior desejo é “encontrar ou manter um amor”, com 6%. Os brasileiros também farão simpatias para conseguir pagar as dívidas (6%), conseguir um emprego (5%), emagrecer (4%), comprar um carro (3%) e curar uma doença (1%). Ao todo, 32% dos brasileiros pretendem fazer algum tipo de simpatia na virada para 2020.

“Realizar simpatias no ano novo pode ser uma forma interessante de traçar metas e concentrar energias para realizá-las. Mas é importante perceber que, no caso dos objetivos financeiros, a melhor estratégia é sempre o planejamento”, diz o o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli.

Mais de 50% dos consumidores querem uma roupa nova para o réveillon

Mais de 50% dos consumidores querem uma roupa nova para o réveillon

Roupas

Apesar disso, o amarelo – que na superstição ‘atrai’ dinheiro – deverá ser só a terceira cor mais usada no Réveillon, com 6% das preferências. A maioria (37,1%) dos entrevistados pretendem manter a tradição e usar branco; outros 8% usarão roupas azuis; e 3%, vermelhas.

E muita gente investe em roupa nova para a ocasião: segundo o SPC, 54% dos entrevistados pretende comprar itens de vestuário para a virada, com gasto médio de R$ 213,39.

Mas na hora de escolher onde comemorar, apesar da preparação muita gente vai ficar em casa mesmo. Entre os entrevistados, 28,2% pretendem passar a virada em casa. Outros 13,5% estarão em viagem; 10,4% passarão na casa de parentes; 9,7% na igreja e 9,5% na casa dos pais.

A pesquisa ouviu 686 consumidores nas 27 capitais brasileiras via internet, entre os dias 7 e 12 de outubro.

Fonte: G1

OUTRAS NOTÍCIAS