Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Ambulantes fazem manifestação em Feira de Santana

Ambulantes fazem manifestação em Feira de Santana

Um grupo de ambulante se manifestam na manhã desta terça-feira (10), em frente a Prefeitura de Feira de Santana, onde reclamam dos valores cobrados pela administração do Shopping Popular para a locação dos boxes e também os termos do contratos assinados com a Concessionária Feira Popular, formada pelas empresas Porto Participações S/A, PIU Invest Empreendimentos e Incorporações S/A, Mais Invest Empreendimentos e Incorporações S/A e Fundacao Doimo, que formam a parceria público-privada com a Prefeitura de Feira de Santana.

São R$ 80 o metro quadrado, sem as taxas condominiais. Os boxes têm média cerca de 5 metros quadrados, o que seria um aluguel de R$ 400. “Estamos reivindicando porque querem que a gente vá para o Shopping Popular sem ter condições de pagar. O prefeito não nos atende. Como vamos para um lugar que não temos condições de pagar”, disse a ambulante Flávia Priscila dos Santos.

Já o ambulante Ednei Souza Silva disse que os 1.800 boxes não beneficiam a todos os ambulantes que estão nas ruas de Feira de Santana. “São mais de 5 mil camelôs nas ruas e nem todos terão direito. Lutamos contra o absurdo do valor do Shopping Popular, é uma extorsão que estão fazendo. Estamos em busca de uma resposta”, comentou o manifestante.

O secretário municipal de Prevenção a Violência esteve presente na manifestação para negociar com os manifestantes. “Estamos tentando negociar para seja dado o direito e vir as pessoas que não estão no movimento”, comentou. A manifestação causou lentidão no trânsito no entorno da Prefeitura de Feira de Santana. Durante a manifestação também houve panfletagem onde os ambulantes defenderam 4 pontos: contrato justo; permanecer vendendo no centro; centro organizado e condições dignas de trabalho

OUTRAS NOTÍCIAS