Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Alexandre Garcia é demitido da CNN após contar mais uma mentira ao vivo

Alexandre Garcia é demitido da CNN após contar mais uma mentira ao vivo

Alexandre Garcia foi desmentido ao vivo pela CNN mais uma vez, mas a mentira contada pelo comentarista foi tão grave que ficou insustentável a sua permanência na emissora

A CNN havia desmentido nesta sexta-feira (24) mais uma fala falaciosa do jornalista Alexandre Garcia durante o programa “Novo Dia”. Em sua participação no quadro “Liberdade de Opinião”, o comentarista falava sobre as denúncias contra a operadora de saúde Prevent Senior quando afirmou que os “remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas.”

“Os tais remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas sendo aplicados imediatamente, mesmo antes do resultado do teste. É na fase 1, na fase 2 às vezes evitam hospitalizações. Na fase 1 sempre evitam hospitalizações, sempre evitam sofrimento. Na fase 3 são ineficazes, depois que a pessoa já está hospitalizada ou intubada. […] Essa questão de eficácia comprovada a gente só vai saber daqui uns três anos. Agora tudo é experimental”, disse o comentarista.

Ao final da participação do jornalista no quadro, a apresentadora Elisa Veeck desmentiu a fala de Garcia. Mas dessa vez o tamanho da mentira tornou a permanência de Alexandre Garcia na CNN insustentável.

Os remédios do chamado ‘kit-covid’ não são apenas ineficazes contra a Covid-19, mas ajudam a agravar os quadros dos pacientes. A Prevent Senior é acusada de esconder os óbitos de pacientes que foram submetidos a tratamentos com ivermectina, cloroquina e ozônio retal.

A CNN anunciou a demissão de Garcia ainda na noite de ontem. A emissora divulgou uma nota deixando bem claro que a rescisão foi tomada especificamente pelas posições do comentarista no último ano, que vão contra a Ciência.

Veja o comunicado:

A CNN Brasil comunica que rescindiu o contrato com o jornalista Alexandre Garcia nesta sexta-feira (24). A decisão foi tomada após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce contra a covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada.

O quadro “Liberdade de Opinião” continuará na programação da emissora, dentro do jornal “Novo Dia”. A CNN Brasil reforça seu compromisso com os fatos e a pluralidade de opiniões, pilares da democracia e do bom jornalismo.

Outras mentiras

Alexandre Garcia coleciona polêmicas na emissora. Recentemente, no “CNN Novo Dia”, ele foi desmentido ao vivo após afirmar que jovens “não precisariam tomar a vacina segundo as estatísticas.”

O comentarista também se desentendeu com Rafael Colombo ao dizer ironicamente que “não estava sendo entrevistado” ao ser contrariado pelo apresentador quando defendeu que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tinha “todo o direito” de lançar um decreto proibindo governadores e prefeitos de decretarem restrições para o controle de coronavírus.

Além disso, em 27 de julho do ano passado, primeiro dia do quadro, Garcia fez apologia do remédio cloroquina dizendo que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “é a comprovação científica de que o uso da hidroxicloroquina dá certo”.

Com medo da CPI da Covid, Alexandre Garcia apagou dezenas de vídeos do seu canal do Youtube onde ele tratava a pandemia de maneira negacionista. A atitude do jornalista foi vista como uma espécie de confissão de culpa.

Informações: Pragmatismo Politico

OUTRAS NOTÍCIAS