Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Alexa virou robô: Amazon revela Astro, robô que segue o dono e vigia a casa

Alexa virou robô: Amazon revela Astro, robô que segue o dono e vigia a casa

Amazon revelou uma série de novos produtos, entre entre eles um simpático robô que poderá fazer companhia para muitas pessoas. O anúncio ocorreu nesta tarde, durante um evento online em que foram detalhados os novos integrantes da linha Echo. A assistente de voz Alexa marca presença em todos eles.

Além disto, a companhia informou quais são os preços dos variados serviços baseados em assinatura mensal, nitidamente repetindo o mesmo modelo adotado pela Apple em tempos recentes. A sua maioria, ao menos por ora, destina-se a consumidores nos Estados Unidos.

Astro (US$ 999,99)

O robô Astro se baseia no conceito de “computação do ambiente”. As rodas o permitem passear pela casa, com direito a câmeras que mandam imagens ao vivo para os donos. Este produto serviria de companhia para pessoas idosas, por exemplo. Quando o filho ou neto telefona para a pessoa, o Astro vai atrás do destinatário da ligação.

O equipamento tem todos os recursos da Alexa, com direito a muitas atividades nativas ou acessíveis via internet. Os controles de privacidade se dão por meio de botões específicos para mutar áudio ou vídeo. Também é possível instruí-lo a não entrar em alguns ambientes da residência.

De acordo com a empresa, a inteligência artificial é utilizada para fazer “milhões de cálculos por segundo”. O aparelho identifica objetos e consegue percorrer caminhos de forma autônoma. Ele será vendido em lotes limitados.

Robô Astro na cozinha  — Foto: Divulgação/Amazon

Robô Astro na cozinha — Foto: Divulgação/Amazon

O aparelho opera em conjunto com os muitos acessórios da marca Ring, que vende itens para a casa, entre eles câmeras de segurança conectadas. No modo de patrulha, o aparelho passeia pela propriedade enquanto o usuário está fora.

Echo Show 15 (R$ 1.899)

Echo Show 15 — Foto: Divulgação/Amazon

Echo Show 15 — Foto: Divulgação/Amazon

O Echo Show 15 funciona como uma “TV da cozinha”, já que traz serviços como Prime Vídeo e Netlix. Uma câmera consegue identificar o membro da família que está operando o dispositivo. Dá para ensinar a Alexa que uma pessoa segue os preceitos do vegetarianismo, por exemplo. O acessório pode ficar preso na parede, tanto na vertical quanto na horizontal. Ele será vendido no Brasil pelo preço sugerido de R$ 1.899.

Widgets que permitem personalizar a tela com informações atualizadas. Há bloco de anotações e um calendário compartilhado com todos os membros da família. Outra ferramenta centraliza botões para controlar itens de casa conectada.

Amazon Glow (US$ 249,99)

Amazon Glow — Foto: Reprodução/Amazon

Amazon Glow — Foto: Reprodução/Amazon

Amazon Glow — Foto: Reprodução/Amazon

Amazon Glow — Foto: Reprodução/Amazon

O Amazon Glow é um dispositivo voltado para crianças que queiram estar em contato com parentes queridos. Ele combina um totem de vídeochamada com um projetor que exibe imagens das atividades diretamente na superfície. Os parentes, amigos etc. mantêm permanente contato visual enquanto os pequenos interagem com os itens digitais. Há atividades da Disney, Mattel e Pixar, entre outros parceiros de conteúdo.

A gigante da tecnologia incluiu um interruptor manual na lateral do aparelho. Quando acionado, ele corta imediatamente os sinais de áudio e de vídeo.

Halo View (US$ 79,99)

Pulseira fitness Halo View — Foto: Divulgação/Amazon

Pulseira fitness Halo View — Foto: Divulgação/Amazon

A pulseira fitness Halo View faz tudo que uma Mi Band consegue realizar, em especial o monitoramento de atividades físicas. O preço sugerido de US$ 79,99 inclui um ano de acesso à plataforma Amazon Halo, com dicas de saúde, nutrição e exercícios físicos.

Detecção de sons

Os microfones dos dispositivos agora permitem que o usuário decida o que será detectado. Por exemplo, choro de criança ou ronco. O sistema ainda possibilita configurar ações específicas a depender do tipo de som.

Mais privacidade

Donos de Echo Show 10 ou modelo mais recente poderá usar o processamento local de dados. Isto significa que a voz das pessoas não será enviada para os centros de computação da Amazon. A novidade por ora será válida apenas para clientes nos Estados Unidos. O chefe de hardware Dave Limp disse que “privacidade é uma oportunidade para a inovação”.

Informações; TechTudo

OUTRAS NOTÍCIAS