Acusado de praticar assaltos morre em confronto com policiais e comparsa é preso

5173-3

5173-3

Um homem conhecido como Filipinho, morador da localidade conhecida como “Pela Porco”, no bairro Jardim Acácia morreu no final da manhã de hoje (3), por volta de 11 horas, após trocar tiros com policiais militares da 66ª Companhia Independente de Polícia Militar. Enquanto o comparsa, identificado como Paulo Cesar Reis de Almeida, 20 anos, morador do bairro Baraúnas foi preso.

1456970_557181121023410_1745532138_n

Segundo a polícia, Filipinho e Paulo Cesar estavam a bordos de um veiculo de cor preta praticaram assalto a um supermercado, no município de Irará e fugiu em direção a Feira de Santana. Os policiais da área (66ª CIPM) foram acionados, já que os bandidos fugiam pela estrada de Coração de Maria que dar acesso ao bairro Santo Antonio dos Prazeres. Os policiais da 66ª e do Tático Móvel seguiram para região do Santo Antonio.

“Na avenida Sergio Carneiro, já aqui no Santo Antonio, nas proximidades da localidade conhecida como “Atola Cachorro”, uma das guarnições se cruzou com o veiculo deles, sendo que os policiais seguiam em direção ao aeroporto e eles no sentido contrario, os colegas perceberam que o veiculo era dos ladrões, retornaram, os mesmos perceberam e aumentaram a velocidade, onde se perderam numa curva”.

1454345_557183897689799_1429594429_n

“Saíram do veiculo atirando contra os policiais, os militares responderam com tiros, continuaram a fuga pelo matagal e nas proximidades da Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC), ocorreu outro tiroteio, Filipinho foi baleado e socorrido para o Hospital Geral Cleriston Andrade (HGCA), mas não resistiu quando recebia atendimento médico”, frisou um dos policiais que participaram da troca de tiros.

Paulo Cesar foi preso e conduzido para Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), depois deve ser encaminhado para Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR). Na delegacia, Paulo contou que conheceu Filipinho ha pouco tempo, onde o mesmo lhe convidou para fazer esse assalto em Irará.

“Uma figura (mulher) me apresentou Filipinho, há uns 15 dias, quando o mesmo saiu do presídio, ele ainda tinha me contado que na semana passada teria participado de uma outra troca de tiros contra policiais civis e militares, na região da Tapera (São Gonçalo), quando o mesmo teria roubado um veiculo Fiat Strada branco. Ele ainda contou que teria pulado uma fogueira.

“No assalto de hoje, quando começou toda essa agonia, eu ainda falei pra ele, que a gente iria preso ou morto, ele respondeu, é-nos, ainda falei pra ele, que era para gente ficar na nossa, mas ele ainda tentou roubar a motocicleta de um cara, onde começou outra troca de tiros e ele foi baleado e morreu, e eu, graças a Deus fui preso”, finalizou Paulo Cesar. Com informações e foto: Polícia é Viola e Boca de Zero nove.

OUTRAS NOTÍCIAS