Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Acusado de homicídios durante a greve da PM em 2014 é assassinado com 30 tiros

Acusado de homicídios durante a greve da PM em 2014 é assassinado com 30 tiros

caseb 1

Foi morto na manhã desta quarta-feira (19), por volta das 08h30, Eliomar Alexandre Rosa Nunes, de 32 anos, conhecido pelos apelidos de Galego, Kinha e Bunda Branca.

Eliomar é um dos acusados de participar da morte do Gil Marques Porto Neto, ele foi morto em maio de 2014, em Feira de Santana.

caseb 2

O acusado estava em liberdade provisória permitida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio de Melo, depois de passar dois anos na prisão, acusado do assassinato de oito pessoas durante a greve da Polícia Militar de 2014. Na época, foram encontrados com ele uma carteira de detetive e um arsenal.

De acordo com informações, “Galego” foi alvejado por cerca de 30 tiros dentro do seu carro, um Palio vermelho, placa OKJ-2112, no bairro Caseb, na Rua Irã, em Feira de Santana.

caseb

Foram encontrados no local balas calibre 380, 12 e 45, disparadas por cerca de três homens que chegaram em um veículo branco, atingindo também a mãe da vítima, Rita de Cássia Santos Rosa, de 57 anos, e o irmão José Ronaldo Rosa, 21 anos.

De acordo com o pai da vítima, José Pedro Pereira Nunes, conhecido como detetive Dé, o filho vinha visitar a mãe constantemente, mas estava morando na cidade de Santo Antônio de Jesus.

O delegado Fabrício Linard acredita que Eliomar tenha sido executado por assassinos profissionais, a julgar pelo armamento usado.

Foto | Ed Santos/ Acorda Cidade

OUTRAS NOTÍCIAS