Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

ACM Neto diz que DEM está sofrendo “ataque especulativo” após saídas de correligionários

ACM Neto diz que DEM está sofrendo “ataque especulativo” após saídas de correligionários

Ex-prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto diz que o partido está sofrendo um “ataque especulativo” de políticos que estão antecipando os debates eleitorais de 2022. As informações são da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

“Agora não é hora de ficar falando de mudança de partido, de pré-candidatura, em disputa de 2022. O momento é de superação da pandemia, de salvar vidas e recuperar a economia”, afirmou à coluna.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, trocou o DEM pelo PSD, caminho que também pode ser tomado pelo deputado Rodrigo Maia (RJ). Além deles, o vice-governador de SP, Rodrigo Garcia (SP), deve ir para o PSDB.

Neto diz que a posição relevante da legenda na política nacional “desperta inveja e interesse de diversos setores de gerar desgaste no partido”. Para ele, “só quem é grande e forte incomoda. E está muito claro que o DEM está incomodando.”

Segundo a Painel, parlamentares do DEM afirmam que têm buscado partidos em que o cenário para 2022 esteja mais aberto, com possibilidade de articulação tanto para Lula (PT) como para Bolsonaro (sem partido), ao passo que o ex-prefeito já teria vetado ambos sem ainda apresentar uma alternativa clara.

“Se existem partidos no Brasil que podem apoiar qualquer um, nesse rol não nos incluímos. Não vou apontar o dedo nem julgo ninguém, mas se algum partido cogita apoiar de Lula a Bolsonaro, algum problema esse partido tem”, disse Neto.

Informações: Bnews

OUTRAS NOTÍCIAS