Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

“A religião não foi legal comigo”, conta a cantora Marília Mendonça

“A religião não foi legal comigo”, conta a cantora Marília Mendonça

44688,a-religiao-nao-foi-muito-legal-comigo-afirma-marilia-mendonca-1

No último programa “Lady Night” do ano, comandado por Tatá Werneck e exibido na noite da última segunda-feira (6), no canal Multishow a convidada foi a cantora Marília Mendonça e entre diversos assuntos, ela disse que começou a cantar na Igreja e comentou também sua relação com a religião.

“Na igreja que eu ia todo mundo cantava, as adolescentes tinham um playbackzinho, sabendo cantar ou não. Hoje não tenho religião, acredito muito em Deus, ando com minha bíblia. A religião não foi muito legal comigo”, contou Marília.

De a cantora com a cantora, ela foi obrigada a sair para trabalhar com 15 anos de idade. “Como eu cantava na igreja e tinha que cantar as vezes em um bar, nessa época não existia bebida, eu não ia para o bar pra curtir, não ia pra beber, eu ia pra trabalhar. E eu não fui muito bem aceita nesse momento. Meu padrasto saiu de casa, minha mãe também foi traída, e eu tinha que trabalhar, tinha que dar um jeito, e a gente não foi bem aceito por isso”, falou Marília.

“Nunca me senti abandonada por Deus, em momento nenhum. E parei de achar, porque hoje eu vejo com essa questão de preconceito, de tudo isso que acontece, que as pessoas param de acreditar em Deus, param de amar a Deus por causa de um falador que fica falando que Deus não te ama do jeito que você é. Eu parei de ouvir as pessoas do mundo para escutar a voz de Deus e estou com ele até hoje”, concluiu.

OUTRAS NOTÍCIAS