“A cidade está um verdadeiro desgoverno”, diz Vereador sobre o cancelamento da Micareta de Feira de Santana

galeguinho_widelg

A decisão da Prefeitura de Feira de Santana de cancelar a Micareta da cidade tem tido bastante apoio, já que os altos índices de Covid-19 voltaram a rotina do município após o São João. Porém, acabar com a festa sem prestar apoio àqueles que vêm nela uma oportunidade para melhorar ou simplesmente passar a ter uma renda, é um problema que o prefeito Colbert Martins (MDB) vai ter que administrar.

“Pós São João percebemos que os casos aumentaram muito e sem sombra de dúvida, se acontecesse essa micareta, os índices seriam ainda maiores. Mas em contrapartida a gente percebe que tem músicos que dependem desse movimento para trazer o sustento para dentro de casa”, lamenta o vereador Galeguinho (PSD).

Para o edil, a decisão do cancelamento foi “assertiva”, mas acredita que nada virá para o povo que tem a micareta como uma forma de gerar renda. “Durante a pandemia, onde os músicos precisavam ainda mais do poder público, a Prefeitura de Feira não fez nenhum movimento para apoiar essa categoria e pelo andar da carruagem nada será feito agora”, criticou Galeguinho, antes de afirmar que ele e seus pares chegaram a fazer indicações a gestão municipal sobre como dar suporte a esse público, mas não tiveram êxito.

“A cidade está passando por um momento muito delicado. É colapso na saúde, é colapso na educação, falta de estrutura. A cidade está um verdadeiro desgoverno. Quando a gente observa que nesse período o prefeito estava querendo fazer festa, talvez para agradar o seu público, a gente percebe que a maior necessidade seria ajustar essas coisas que estão desajustadas”, explanou o edil.

Fonte: bnews.com.br

OUTRAS NOTÍCIAS