Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

“A Casa está diferente”, diz dirigente sindical, ao elogiar nova gestão da Câmara, após usar Tribuna Livre

“A Casa está diferente”, diz dirigente sindical, ao elogiar nova gestão da Câmara, após usar Tribuna Livre
A abertura da Tribuna Livre da Câmara de Feira de Santana, para que representantes dos diversos segmentos da comunidade possam reclamar e reivindicar seus direitos ao poder público, vem recebendo o reconhecimento da sociedade. “A Casa está diferente, por sua administração, abrindo portas aos menos favorecidos”, afirma o presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde, Nelson do Rosário. Ele foi um dos vários líderes de classes que utilizaram o espaço, semana passada, quando o presidente do Legislativo, Fernando Torres (PSD), com aprovação da Mesa Diretora, sacrificou parte do Grande Expediente para dar lhes garantir a palavra.
“Esta Câmara está de parabéns”, diz a presidente da APLB – Associação dos Professores Licenciados da Bahia em Feira de Santana – Marlede Oliveira. Ela lembra que, na legislatura passada, sob uma outra Mesa Diretora,  teve que “botar uma caixa de som (nas galerias) para poder falar, porque nós não éramos ouvidos (na Tribuna Livre)”. Diz que, na época, precisou enfrentar a Guarda, que cumpria ordens “para a gente não permitir a gente se pronunciar”. Ela também usou a Tribuna Livre, semana passada. “Hoje, estamos aqui mais uma vez (recentemente, a professora havia feito uso do espaço). Parabéns a essa Câmara que nos recebe para que possamos ser ouvidos, porque é isso que nós queremos”, disse ela.
A presidente da Associação dos Agentes de Trânsito de Feira de Santana, Iara Alves, mais uma liderança a fazer uso do espaço democrático da Casa da Cidadania, lembrou que há pouco tempo, em março, a categoria esteve na Câmara para e seu representante usou a Tribuna para denunciar um corte de gratificação no salário por parte da Prefeitura, ocorrida em fevereiro. “Mais uma vez estamos aqui nesse espaço para falar de nossa indignação”, disse.
Informações: ASCOM

OUTRAS NOTÍCIAS