“A América Latina sonha e sonhando unida”: Lula e presidente da Argentina celebram juntos a democracia na América Latina

TOPSHOT - Argentina's President Alberto Fernandez (L) and Brazil's President-elect Luiz Inacio Lula da Silva pose for pictures during a meeting in Sao Paulo, Brazil, on October 31, 2022, a day after the latter reclaimed the presidency in a run-off election. - A tense Brazil awaited Jair Bolsonaro's next move Monday, as the far-right incumbent remained silent after losing a razor-thin runoff presidential election to veteran leftist Luiz Inacio Lula da Silva -- who now faces a tough to-do list. Bolsonaro was defeated by Lula with a score of 51 percent to 49 percent -- the tightest race since Brazil returned to democracy after its 1964-1985 military dictatorship. (Photo by Nelson ALMEIDA / AFP) (Photo by NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)
TOPSHOT - Argentina's President Alberto Fernandez (L) and Brazil's President-elect Luiz Inacio Lula da Silva pose for pictures during a meeting in Sao Paulo, Brazil, on October 31, 2022, a day after the latter reclaimed the presidency in a run-off election. - A tense Brazil awaited Jair Bolsonaro's next move Monday, as the far-right incumbent remained silent after losing a razor-thin runoff presidential election to veteran leftist Luiz Inacio Lula da Silva -- who now faces a tough to-do list. Bolsonaro was defeated by Lula with a score of 51 percent to 49 percent -- the tightest race since Brazil returned to democracy after its 1964-1985 military dictatorship. (Photo by Nelson ALMEIDA / AFP) (Photo by NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)

Após encontrar o presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o presidente da Argentina, Alberto Fernández, postou um vídeo nas redes sociais em que enaltece a retomada da democracia na América Latina.

E, como exemplos desta retomada, cita Lula e o presidente da Bolívia, Evo Morales, vítima de um golpe de Estado em 2019 e que retornou ao seu país após um ano de exílio.

 
 

Em seu vídeo, Fernández diz: “A América Latina sonha e, sonhando unida, realiza esses sonhos”.

Veja:

 

Fernández esteve em São Paulo, na última segunda-feira (31/10), para dar um abraço “profundo e sincero” no petista, após a vitória nas Eleições 2022, onde derrotou Jair Bolsonaro (PL).

“Ele me deu a grande alegria de contar que a primeira visita que fará será para a Argentina e me contou também que será antes de tomar posse. Ele sabe que a Argentina é casa dele”, afirmou Fernández sobre a conversa com o “amigo e presidente eleito”.

“Com Lula compartilhamos a nossa visão sobre a necessidade de integração, de consolidação da democracia, de respeito pelos processos eleitorais”, disse o argentino, que chegou a visitar Lula na cadeia, em Curitiba (PR), depois que o petista foi condenado pela Operação Lava Jato, em processos posteriormente anulados devido à parcialidade do então juiz Sergio Moro, como decidiu o Supremo Tribunal Federal (STF).

Prêmio Azucena Villaflor

A visita foi retribuída em dezembro de 2021, quando Lula foi à Argentina para participar das comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos, dedicado às vítimas da ditadura militar que vigorou na Argentina de 1976 a 1983.

O petista recebeu do governo argentino o prêmio Azucena Villaflor, que é concedido a defensores dos direitos humanos. O título faz referência a uma das fundadoras do movimento “Madres de Plaza de Mayo”, assassinada após questionamentos sobre o paradeiro do filho, Néstor, e da namorada dele.

Fonte: metropoles.com

 

OUTRAS NOTÍCIAS