Condema de Feira de Santana aprovou 37 projetos em 2013

Reuniao do Condema-fotos Robelio Junior (11)

Reuniao do Condema-fotos Robelio Junior (11)

O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente – Condema tem cumprido seu papel na defesa do meio ambiente. O órgão desempenhou várias atividades durante 2013, aprovando 37 processos. Na manhã desta terça-feira, 28, membros do Condema reuniram-se no auditório do Hotel Acalanto, para a primeira reunião do ano.

Durante o encontro, foram discutidos e aprovados alguns processos e os conselheiros também tomaram conhecimento e votaram sobre a prestação de contas do Condema. Segundo informações de Roberto Tourinho, secretário de Meio Ambiente, 2013 foi um ano bastante produtivo para o Condema.

“Na reunião de hoje foi apresentado e votado o calendário de reuniões para este ano, para que os conselheiros possam agendar e comparecer. Além disso, foi feita a prestação de contas de todos os processos que foram votados e aprovados no ano passado”, informou.

O secretário ressalta que a lei determina que a cada três meses seja apresentada aos conselheiros a prestação de contas. “Todos os pagamentos são feitos com assinatura da contadoria do município, do prefeito municipal e do secretário de Meio Ambiente. Somente após toda formalização do processo de pagamento que passam também pela Controladoria do Município, é que os pagamentos são realizados. E assim, os conselheiros tomam conhecimento aonde discutir de forma pormenorizada onde é aplicado o dinheiro proveniente de multas, receitas e pagamentos a Secretaria de Meio Ambiente”, explicou.

Roberto Tourinho ressalta que as reuniões têm sido extremamente satisfatórias. “Realizamos todas as reuniões, nenhuma foi suspensa por falta de quorum”, observa o secretário. Ele acrescenta que isso demonstra o compromisso dos conselheiros para com o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente. “O número de processos aprovados oscilam de acordo com a natureza do pedido, como também a quantidade de processos que são protocolados na Secretaria de Meio Ambiente”, analisa.

OUTRAS NOTÍCIAS