Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

07 segredos e curiosidades sobre o sexo

07 segredos e curiosidades sobre o sexo

Em 2008, uma marca de preservativos nacional idealizou uma campanha propondo a criação do Dia do Sexo, para ser celebrado todo 6 de setembro, fazendo referência à posição sexual conhecida como 69. 

A ideia pegou e hoje a data é conhecida por muitos brasileiros! Para comemorar, separamos alguns segredos, fatos históricos e algumas curiosidades sobre o sexo:

1. Jovens transam mais de 100 vezes por ano
Pessoas entre 18 e 29 anos tem, em média, 110 relações sexuais por ano, enquanto adultos de 30 a 39 transam anualmente cerca de 86 vezes, de acordo com um estudo feito nos Estados Unidos pelo Kinsey Institute for Research in Sex, Gender and Reprodution.

2. O sexo ajuda a reduzir o estresse

A endorfina, um dos hormônios liberados durante a relação sexual, ajuda a aliviar o estresse e diminuir a tensão, e seu efeito se prolonga depois da relação. Somada à ocitocina, o tal hormônio do amor, eles criam uma sensação de relaxamento e prazer.

3. É possível ter orgasmo praticando atividades físicas

Apesar de não ser tão comum, algumas mulheres conseguem chegar ao orgasmo enquanto realizam algum exercício físico, principalmente abdominais. São os coreorgasmos! Que coisa, não?

4. Cerca de 114 milhões de relações sexuais acontecem por dia no mundo

Segundo informações do International Planned Parenthood Federation, acontecem todos os dias cerca de 114 milhões de relações sexuais no mundo. Ou seja, 4,75 milhões de relações por hora e mais de 79 mil por minuto.

5. Existe um “Dia da Concepção” na Rússia

Em Ulyanovsk, uma região da Rússia, o governador criou uma data para incentivar as pessoas a fazerem sexo para reprodução, ou seja, para terem filhos. É o Dia da Concepção, celebrado em 12 de setembro. As famílias em que nascem bebês 9 meses depois dessa data podem até a ganhar prêmios! Inusitado, né?

6. Fazer sexo fortalece o sistema imunológico

Pesquisadores norte-americanos da Wilkes University compararam a saliva de voluntários que faziam sexo com frequência e outros que não se aventuravam tanto e constataram que aqueles que tinham uma vida sexual mais ativa possuíam mais imunoglobina A, anticorpo responsável pela proteção principalmente contra infecções.

7. A camisinha não diminui o prazer
Um estudo publicado pelo The Journal of Sexual Medicine afirma que, tanto para os homens quanto as mulheres, a camisinha não afeta necessariamente o prazer. Apesar de muitos meninos usarem essa desculpa para convencer as garotas a não usarem o preservativo, proteção é essencial e indispensável! 

 

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS