Aconteceu nesta sexta-feira 14, na sede da prefeitura, uma coletiva de imprensa para esclarecer a decisão do juiz Gustavo Hungria, da Segunda Vara da Fazenda Pública, de suspender a licitação que definiria a empresa responsável pela coleta de lixo em Feira de Santana. O prefeito Colbert Filho, o secretário de Serviços Públicos – Justiniano França e o procurador Cleudson Almeida concederam explicações à imprensa.

A suspensão da licitação atende a pedido a um Mandado de Segurança impetrado pela empresa Construsete Construtora Ltda.-EPP. A empresa alegou, entre outras coisas, que a Prefeitura de Feira de Santana publicou o edital com a existência de exigências ilegais.

Segundo a empresa Construsete Construtora, o edital generaliza em uma única concorrência diversas espécies de serviços, a exemplo de execução e coleta de resíduos sólidos domiciliares e comerciais; execução de serviços de coleta e transporte de resíduos provenientes dos serviços de saúde; execução de serviços de coleta e podação de parques públicos, além de execução de serviços de varrição manual e mecanizada de vias públicas e a execução de serviços especiais.

Rafael Marques – Caldeirão do Paulão/com informações do site Olá Bahia.

Foto: Rafael Marques