O major da Polícia Militar da Bahia e presidente da Força Invicta, Associação dos Oficiais Militares Estaduais da Bahia, Copérnico da Silva Mota, protocolou, nesta terça-feira(12), na corregedoria parlamentar da Câmara dos Deputados, uma representação contra o deputado federal Igor Kannário, por quebra de decoro parlamentar.
Kannário puxou um trio sem cordas, no Carnaval de Salvador,  vestido com uma fantasia que tinha a inscrição “Comando da Paz”, o que foi considerado pela associação como apologia ao crime.
Caso acate a representação, o deputado pode até perder o mandato.
O deputado estadual Capitão Alden (PSL) também representou contra Kannário na Câmara.
“O parlamentar, independentemente de estar ou não no exercício da função naquele momento, deve rigorosamente respeitar os princípios éticos e as regras básicas de decoro que devem orientar a conduta dos que estejam no exercício do cargo de deputado federal”, escreveu Alden em sua página no Twitter.

Comentários