Filha do ex-deputado federal Benito Gama, Taíssa Gama foi exonerada da presidência da Fundação Cidade Mãe. A saída dela foi homologada em publicação no Diário Oficial do Município divulgado nesta segunda-feira (12). Para o seu lugar, o prefeito ACM Neto (DEM) nomeou Gabriela Macêdo da Silva.

O cargo de Taíssa estava na cota do PTB, partido presidido no estado por seu pai. A sigla perdeu espaço no primeiro escalão do governo após Benito não conseguir se reeleger para o mandato, enquanto a própria Taíssa também não obteve êxito ao disputar a eleição para deputada estadual.

Nos últimos meses, o ex-parlamentar ensaiou aproximação com o presidente da Câmara de Salvador, Geraldo Jr (SD)., que iniciou um movimento de aglutinar partidos “preteridos” pelo prefeito, como o próprio PTB e também MDB e PSC. Vale lembrar que Geraldo articula uma candidatura a prefeito de Salvador em 2020, em um possível contraponto a Bruno Reis (DEM), apontado como nome de Neto para sua sucessão.

O presidente da CMS também tem adotado posição de independência em relação ao democrata, não pestanejando em fazer críticas a ações do seu mandato e à articulação política do entorno.

Fonte: BNews