Trabalhadores em educação da Rede Municipal de Feira de Santana, em greve desde o dia 11 de março, estiveram novamente na Câmara de Vereadores na manhã desta quarta-feira, 13, para averiguar se houve realmente o envio do Projeto de Lei do reajuste salarial de 4,17%, divulgado hoje pelo Prefeito, Colbert Martins Filho em um jornal impresso da cidade, segundo a matéria o Prefeito informou que enviaria a PL no mesmo dia.

Além disso, a APLB aguarda o PL dos 5% da Regência de Classe do Ensino Fundamental II, que o Prefeito do Município afirmou em audiência realizada na última segunda-feira, 11, que enviaria nos próximos dias. Contudo, até o presente momento os projetos não foram encaminhados para votação. E nesta semana não terá mais sessão ordinária na Câmara de vereadores. Os trabalhadores em educação também aguardam a resposta do Governo Municipal sobre a reativação da Comissão do Plano de Carreira Unificado, o Prefeito, Colbert Martins Filho solicitou até sexta-feira, 15. O objetivo da reativação é de realizar o estudo sobre os impactos orçamentários para a implantação do Plano que já está pronto desde 2016. Nesta tarde 14h, a categoria irá a reunião ordinária do Conselho Municipal do FUNDEB, na Casa dos Conselhos (Av. Senhor dos Passos,38) onde está prevista a discussão de aprovação de contas do Município.

Comentários